Trofeo Linea: Ricardo Maurício é mais um campeão na categoria

Astro da Stock Car acerta com a equipe de Fábio Greco.

O grid do Trofeo Linea conquistou mais um reforço de peso para a rodada dupla inaugural deste domingo no Autódromo Internacional Nelson Piquet, no Rio de Janeiro. O paulista Ricardo Maurício, campeão da Stock Car em 2008 e um dos principais nomes da categoria, aceitou convite da equipe comandada pelo experiente Fábio Greco para ser companheiro de Antonio Jorge Neto.

Com a chegada de Maurício, são três os campeões em atividade da Stock Car com presença assegurada na série de turismo do Racing Festival, evento constituído também pela Fórmula Future Fiat e 600 Hornet (motos) que estreia nas pistas brasileiras nesta semana. Juntos, Maurício (1), Cacá Bueno (3) e Giuliano Losacco (2) somam seis títulos – aliás, os últimos a partir de 2004.

Maurício não escondeu o alívio com o final das negociações. “Eu vinha conversando com o Greco há cerca de dois meses, mas somente há poucos dias, depois que ele viabilizou o seu esquema de patrocínio, é que conseguimos alcançar o acordo”, explicou o piloto de 31 anos. Paulista da Capital, Maurício chega com uma limitada experiência com modelos com tração dianteira como o Linea, fruto das provas disputadas como convidado na TC2000 argentina.

Nesta quinta-feira, Maurício travará o primeiro contato com o carro. “Vamos entrar na pista de Jacarepaguá para ver se tudo está tudo bem, procurar entender o funcionamento e, a partir daí, verificar os caminhos em termos de acerto”, disse. Apesar da carreira vitoriosa, que inclui passagem pela Fórmula Ford, Fórmula 3 espanhola e Fórmula 3000 antes da Stock Car, Maurício manifesta cautela às vésperas da abertura do calendário. “É uma categoria totalmente nova para todos. Por isso, principalmente nestas primeiras etapas, o fundamental será terminar as corridas somando o maior número de pontos possível”, comentou.

Antes da viagem ao Rio de Janeiro, Maurício passaria na oficina da equipe para fazer os ajustes do banco. “O carro me pareceu muito legal e com algumas coisas que me agradam bastante, como o câmbio e os pneus, que também conheço da TC2000. Pela impressão inicial, tenho certeza que o campeonato será muito equilibrado, porque séries com esse perfil costumam apresentar corridas em que todo mundo anda embolado. O trabalho de equipe será importante, porque o vácuo poderá ajudar em circuitos como o de Interlagos, onde um carro puxando outro faz muita diferença nos trechos de subida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *