Trofeo Maserati: Rafael Derani entra com protesto contra piloto que o tirou da pista

Depois de ser tirado da pista, quando ocupava a liderança, na metade da segunda bateria da prova de Curitiba, válida pela 3ª Etapa do Campeonato Brasileiro Maserati, o vice-líder do campeonato, Rafael Derani, entrou com protesto junto à CBA, contra o piloto César Urnhani.


Logo após assumir a liderança da prova, na sétima volta, Derani foi atingido em cheio na lateral, pelo piloto adversário, que o tirou da pista, acabando com a prova de ambos. César foi desclassificado, mas manteve a pontuação conquistada na primeira bateria. Seu companheiro de equipe, Marcelo Hahn, que, com o acidente, assumiu a liderança e venceu a prova, também foi desclassificado, porém das duas baterias, devido ao peso abaixo do mínimo estipulado pelo regulamento.

Sentindo-se injustiçado, Rafael recorreu à CBA, acusando o piloto que o atingiu de colocar em risco a integridade física não somente dele, mas dos demais pilotos da categoria. “A batida foi proposital. Este tipo de atitude é vergonhosa e desqualifica a categoria”, desabafa Derani.

Com o carro muito prejudicado, a equipe não sabe se conseguirá participar da etapa de Brasília. “Temos muita coisa pra fazer. Agora precisamos levar o carro de volta para a oficina em São Paulo para poder avaliar o tamanho do dano e tentar prepará-lo a tempo de correr a próxima etapa”, comenta Sérgio Burger, engenheiro da equipe CRT. Com apenas 15 dias entre uma corrida e outra, os mecânicos terão muito trabalho para manter Derani na disputa, pois a etapa de Brasília é em sistema de rodada dupla, o que conta pontos muito importantes para o campeonato.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro Maserati acontece nos dias 08, 09 e 10 de junho, no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília/DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *