Truck: Barulho assusta Cirino na Superclassificação

O piloto paranaense estará lutando por sua quarta vitória no Autódromo de Tarumã, pois já venceu em 2001, 2002 e 2003.

Um barulho logo ao abrir a volta da Superclassificação, hoje (sábado) à tarde, assustou o paranaense Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, e lhe tirou a possibilidade de brigar pela pole positon para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, a ser disputada amanhã, a partir das 14 horas, no Autódromo de Tarumã, em Viamão, na grande Porto Alegre. Ele vai largar em terceiro, com a marca de 1:21.544, tempo inferior ao que tinha registrado no treino classificatório, quando fez 1:21.187. O pole position será o paranaense Leandro Totti, da Ford, que fez o tempo de 1:21.200.

Cirino explica que ao abrir sua volta rápida ouviu um barulho e tudo indicava que o motor estava quebrando. “Decidi continuar para ver o que acontecia e fui normal até a Curva do Tala, quando a pressão do óleo caiu a praticamente zero. Após contornar a curva, ela voltou a subir e conclui a volta, mas já sem condições de brigar pela pole. Agora os técnicos irão fazer uma revisão completa para encontrar o problema e corrigi-lo para a corrida. Largando em terceiro, temos condições de vencer pela quarta vez a etapa de Tarumã”, explica Cirino.

Geraldo Piquet, que venceu em Cascavel e lidera o campeonato, com 28 pontos, irá largar em sétimo. O piloto da equipe ABF/Mercedes-Benz explica que no treino classificatório o caminhão perdeu estabilidade e ficou fora dos cinco que foram brigar pela pole na Superclassificação. “Agora temos que pensar na corrida. Largar em sétimo não é todo ruim. Vamos procurar marcar pontos já na Bandeira Amarela programada e pensar no campeonato. Manter a liderança do campeonato passa a ser o maior objetivo”, finaliza Geraldo Piquet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *