Truck: Benavides e Giaffone colocam dois caminhões Volkswagen entre os três primeiros

Pilotando um caminhão Volkswagen Constellation, Valmir Benavides foi o segundo colocado na sexta etapa da Fórmula Truck; Felipe Giaffone veio logo a seguir, em terceiro lugar.

O resultado da sexta etapa da Fórmula Truck ajudou a tornar o campeonato ainda mais equilibrado. Após a corrida de hoje, em Londrina, os cinco primeiros da tabela estão separados por menos de 31 pontos (o máximo que cada piloto pode marcar por prova). Desta forma, qualquer um deles pode sair da próxima etapa, em Campo Grande, na liderança. Esta é a expectativa de Valmir Benavides e Felipe Giaffone, pilotos da Volkswagen que chegaram, respectivamente, em segundo e terceiro na corrida de hoje e que estão entre os cinco primeiros do campeonato.

“O saldo da corrida de hoje em Londrina foi muito positivo para a nossa equipe”, explicou Benavides. “Hisgué”, como é conhecido na Fórmula Truck, tem agora 84 pontos e está na quarta colocação do campeonato, com um ponto a mais que Felipe Giaffone, que também compete com um caminhão Volkswagen Constellation.

“O campeonato ficou mais embolado depois desta sexta etapa. Pelo que vimos até agora neste ano, a tendência é que estes cinco primeiros pilotos continuem brigando ponto a ponto até a corrida final do ano, em Brasília”, acredita Giaffone, o atual campeão da Fórmula Truck.

O piloto da Volkswagen largou na primeira fila hoje em Londrina e atacou bastante o líder nas voltas iniciais. “Eu e o Hisgué brigamos pela vitória até o final da prova e isso mostra que nossa performance foi muito boa neste circuito, que exige muito dos caminhões, principalmente por causa de seu traçado muito travado”, afirmou Giaffone.

A corrida acabou sob intervenção do Pace Truck, o que impediu o ataque de Benavides e Giaffone nas voltas finais da prova. Mesmo assim, os dois ajudaram a colocar a Volkswagen mais perto da liderança entre as marcas: com 216 pontos, a diferença para a líder caiu para apenas sete pontos.

A pontuação do time também teve a importante colaboração de Débora Rodrigues, que foi um dos destaques da prova ao fazer uma corrida de recuperação em um circuito que não favorece as ultrapassagens.

Mesmo largando na última colocação, ao não registrar tempo no treino classificatório de ontem, a única mulher da Truck levou seu Volkswagen Constellation à zona de pontuação, na nona colocação.

“Foi uma corrida muito bacana para mim. Consegui fazer uma boa largada e ganhar várias posições ainda nas primeiras voltas. O caminhão se comportou muito bem na prova e pude sair daqui de Londrina com mais pontos no campeonato, que era meu principal objetivo para esta etapa”, diz Débora Rodrigues, que está em 8º lugar na tabela, com 22 pontos, logo atrás de Renato Martins, o sétimo na tabela e que hoje não marcou pontos na corrida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *