Truck: Beto e Roberval comemoram dobradinha da Scania no grid em Curiba

Pilotos da Roberval Motorsport contam com instabilidade climática para dominar treino classificatório e atestam competitividade dos caminhões.

A ocorrência da chuva ainda na primeira metade da tomada de tempos classificatória deste sábado (11) foi determinante para a definição do grid do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck em sua oitava etapa. Beto Monteiro e Roberval, parceiros na equipe Roberval Motorsport, saíram-se bem da instável condição climática e vão alinhar seus Scania nas duas primeiras posições para a prova deste domingo (12) no Autódromo Internacional de Curitiba.


“Papai do céu ajudou bastante, mas o fato é que meu caminhão era muito competitivo”, comentou Monteiro, que não comandava um grid na F-Truck desde 2004, quando largou em primeiro em Londrina – naquele ano, foi campeão. “Veio a ajuda do céu, melhor ainda para nós. Para a corrida eu prefiro pista seca. Se chover, vira incógnita, eu andei muito pouco com esse caminhão no molhado”, contou o pernambucano, sexto na classificação do campeonato.


Na verdade, a única vez em que Beto Monteiro pilotou o Scania número 88 em pista molhada foi na primeira corrida desta temporada, em Guaporé, onde largou em décimo e venceu. “Não dá para comparar aquela corrida com esta aqui, até porque nossa vitória foi uma questão de estratégia. De qualquer modo, largar em primeiro numa corrida importante como esta, tendo o companheiro de equipe ao lado na primeira fila, é muito gratificante”, definiu.


Andrade, quinto na classificação do campeonato e ainda apostando nas suas chances de disputar o título de 2008, comemorou a dobradinha. “A diferença entre o tempo do Beto e o meu foi só de 28 milésimos de segundo, os caminhões estão muito parecidos e, como ele disse, os dois estão muito competitivos”, disse o paulista, campeão de 2004. “Estamos fortes para o seco e para o molhado, mas torço para não chover, senão fica ruim para o público”, considerou.


O piloto paulista, que exibe no caminhão número 15 as cores de Scania, Knorr-Bremse, BorgWarner, Guerra, Frum, KS, Rodafuso, Mann Filter, Tanesfil, Banco PanAmericano, Niju, CCE, Intel e Consórcio Nacional Scania, prefere não estipular um jogo de equipe para. “O Beto vai fazer a corrida dele e eu, a minha. De acordo com o que acontecer depois da largada, pode ser que a estratégia considere a minha chance no campeonato, que é melhor”, adiantou.


O paranaense Pedro Muffato, outro piloto da Fórmula Truck que utiliza um Scania, vai largar em 22º. O motor de seu caminhão estourou durante sua volta no treino de classificação e ele estará à frente apenas dos quatro pilotos que não participaram da sessão classificatória. “Eu já vinha sentindo que alguma coisa não estava bem”, admitiu o piloto, apoiado por Autotrac, Coopavel, Muffatão, Tanksul, Fras-le, Mahle, DSR Log, Faculdade Assis Gurgacz e Tuzzi.


Conhecido pela habilidade que tem para pilotar em pista molhada, o piloto mais experiente do grid não esconde sua torcida para que chova. “Se São Pedro for meu amigo, vai mandar água amanhã”, brincou. “Na verdade, com chuva, pode ser que eu consiga fazer uma prova de recuperação mais interessante, costumo me dar bem muito nesse tipo de condição”, observou. A única vitória de Muffato na Truck aconteceu com pista molhada, em 2006, na etapa de Fortaleza.


A oitava etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck terá largada às 13h30 deste domingo, com transmissão ao vivo da Rede Bandeirantes – a geração de imagens é da paranaense Master TV. O grid definido na tarde deste sábado no circuito curitibano é o seguinte:
 
1º) Beto Monteiro (PE/Scania), 1min41s159
2º) Roberval Andrade (SP/Scania), 1min41s187
3º) Gastón Mazzacane (ARG/Mercedes-Benz), 1min41s306
4º) Fabiano Brito (PR/Volvo), 1min42s159
5º) Valmir Benavides (SP/Volkswagen), 1min42s638
6º) Adilson “Cajuru” Magalhães (SP/Iveco), 1min43s158
7º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), 1min43s161
8º) Leandro Totti (PR/Ford), 1min43s405
9º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 1min44s109
10º) Vinicius Ramires (SP/Mercedes-Benz), 1min56s677
11º) Felipe Giaffone (SP/Volkswagen), 2min04s678
12º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), 2min07s478
13º) Renato Martins (SP/Volkswagen), 2min07s923
14º) Fred Marinelli (SP/Iveco), 2min07s998
15º) Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), 2min08s653
16º) Adalberto Jardim (SP/Iveco), 2min09s615
17º) José Cangueiro (SP/Mercedes-Benz), 2min11s350
18º) Vignaldo Fizio (SP/Mercedes-Benz), 2min14s075
19º) Diumar Bueno (PR/Volvo), 2min17s507
20º) Jonatas Borlenghi (SP/Ford), 2min17s681
21º) José Maria Reis (GO/Volkswagen), 2min21s719
22º) Pedro Muffato (PR/Scania), sem tempo
23º) Leandro Reis (GO/Volkswagen), sem tempo
24º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), sem tempo
25º) Regis Boessio (RS/Volvo), sem tempo
26º) Luiz Zappelini (SC/Volvo), sem tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *