Truck: Cirino abandona em Campo Grande e diz que 2007 é um ano para esquecer

Único tricampeão da F-Truck, Cirino abandonou a terceira corrida na temporada que teve o segundo lugar de Fortaleza como seu melhor resultado.

O paranaense Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, único tricampeão da Fórmula Truck, abandonou a oitava e penúltima etapa da atual temporada, disputada hoje (domingo), em Campo Grande, no Mato Grosso. Com este abandono, o terceiro do ano, ele está fora da disputa pelo título e só tem condições de ser o terceiro colocado, numa disputa que será travada contra Renato Martins e Leandro Totti na última etapa do campeonato, no dia 16 de dezembro, em Brasília.


Cirino largou em quinto em Campo Grande, mas seus problemas começaram antes da largada. Seu motor começou a falhar já na volta em que se encaminhava para o grid de largada. “Quando me dirigia para o grid, notei algo estranho com o motor. Decidi passar pelos boxes e dar uma nova volta, quando o motor começou a falhar. Fui para a corrida e só pude dar três voltas”, salienta Cirino.


Para Cirino, 2007 é um ano para esquecer. Ele abandonou as etapas de São Paulo, Curitiba e Campo Grande. Seu melhor resultado foi o segundo lugar de Fortaleza. “Tivemos muitos problemas este ano. Vamos para Brasília tendo a vitória como o único resultado que interessa e vamos pensar na próxima temporada”, finaliza Cirino.


A vitória em Campo Grande foi do paulista Roberval Andrade, da Scania, que completou as 27 voltas da prova em 1m00m54s555, andando à média horária de 91,307 Km/h. Felipe Giaffone chegou em segundo a apenas 82 milésimos de segundos de Roberval. Em terceiro se classificou Jonatas Borlenghi, seguido de Renato Martins, Luiz Carlos Zappellini, Leandro Totti, Geraldo Piquet, Vignaldo Fizio, José Maria Reis e João Maistro, que pela ordem, fecham as 10 primeiras colocações da corrida.


Felipe Giaffone continua na liderança do campeonato, com 142 pontos. A diferença de pontos de Giaffone para Roberval, que chegou em Campo Grande com 23 pontos, caiu para 17. No Campeonato de Marcas, a Volkswagen soma 320 contra 192 da Mercedes-Benz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *