Truck: Cirino chega em terceiro em Goiânia e deixa campeonato mais equilibrado

diferença do tricampeão Wellington Cirino para o líder Giaffone cai para 20 pontos com 84 a serem disputados em Curitiba, Campo Grande e Brasília.

O Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck fica mais equilibrado. Com o terceiro lugar conquistado hoje (domingo) na sexta etapa, disputada em Goiânia, o paranaense Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, encostou-se aos líderes Felipe Giaffone (Volkswagen) e Roberval Andrade (Scania), que abandonaram em Goiânia com problemas mecânicos em seus caminhões. Giaffone, que pontuou na bandeira amarela, quando era o líder, continua líder com 96 pontos, Roberval fica na vice-liderança com 85 e Cirino se mantém em terceiro, agora com 76 pontos. A diferença do tricampeão Wellington Cirino para o líder Giaffone cai para 20 pontos. Ainda serão disputados 84 pontos nas etapas de Curitiba, Campo Grande e Brasília.

A vitória em Goiânia foi do paulista Valmir Hisgué Benavides, que completou as 27 voltas da prova em 1h01m48s656, andando à nédia horária de 100,511 Km/h. Em segundo se classificou Leandro Totti (Ford), seguido por Wellington Cirino (ABF/Mercedes-Benz), Jonatas Borlenghi (Volkswagen), Vinicius Ramires (Mercedes-Benz), Adalberto Jardim (Scania), Geraldo Piquet (ABF/Mercedes-Benz), Luiz Carlos Zappellini (Ford), Renato Martins (Volkswagen) e Djalma Fogaça (Ford), que pela ordem, fecham as 10 primeiras colocações.

Segundo Wellington Cirino, na largada, ficou encaixotado no pelotão e precisou tirar o pé para não bater no caminhão de Leandro Totti. Com isso caiu de quarto para oitavo e ainda segurou seu companheiro de equipe Geraldo Piquet, que estava colado em sua traseira. A partir daí iniciou a reação, buscando as posições, mas a corrida de Goiânia é sempre desgastante. Ele acredita que se tivesse se mantido entre os primeiros colocados na largada, poderia ter pressionado Benavides no final.

Sobre o campeonato, Cirino comenta que está chegando nos líderes e as perspectivas são de andar bem em Curitiba. No entanto, ressalta que os caminhões Volkswagen estão muitos bons e como são mais leves, estarão sempre largando na frente. “Em Curitiba, vamos para cima e tentar marcar pontos. A briga promete ser boa neste final de temporada”, enfatiza Cirino.

A próxima etapa da Fórmula Truck será disputada no dia 7 de outubro, em Curitiba, no Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *