Truck: Cirino é segundo em Fortaleza e assume 3º lugar no campeonato

O piloto da equipe ABF/Mercedes-Benz, único tricampeão da categoria, diz que Fortaleza abriu o caminho para a campanha do tetracampeonato.

Diante de um público de 40 mil pessoas e temperatura de 39 graus, os pilotos da Fórmula Truck deram um show na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada no Autódromo Virgílio Távora, em Eusébio, região metropolitana de Fortaleza, no Ceará. A vitória foi do paulista Felipe Giaffone ao passo que o paranaense Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, conquistou o segundo lugar e assume a terceira colocação na classificação do campeonato, com 48 pontos. O líder continua sendo Roberval Andrade, com 66 pontos, dois a mais do que Felipe Giaffone e 18 de Cirino.

Giaffone completou as 54 voltas da corrida em 1h00m52s320, andando à média horária de 94,742 Km/h. Em segundo se classificou Wellington Cirino, chegando à frente de Roberval Andrade (SP), Diumar Bueno (PR), Pedro Muffato (PR), João Maistro (PR), Vinicius Ramires (SP), Luiz Carlos Zappellini (SC), Renato Martins (SP) e José Maria Reis (GO), que pela ordem fecham as 10 primeiras colocações da corrida.

Como o treino classificatório já demonstrava, a prova de Caruaru foi a mais disputada da atual temporada. O ritmo foi muito forte desde o início e no final, quem poupou equipamento, como Cirino, pode partir para ao ataque com segurança.

Na 20ª volta, quando aconteceu a bandeira amarela programada, os seis primeiros eram Leandro Totti, Felipe Giaffone, Wellington Cirino, Renato Martins, Diumar Bueno e Jonatas Borlenghi.

Leandro Totti, que largou na pole e liderou boa parte da corrida, perdeu a ponta na 40ª volta ao ser penalizado por queima do radar ao passar 162 Km/h. Logo após pagar a punição, passando pelos boxes, abandonou com problemas no caminhão.

O final da corrida foi dramático, quando Felipe Giaffone se atrapalhou com retardatários e Cirino encostou, terminando a corrida com uma diferença de apenas 1,2 segundos do líder.

Elogios à equipe

Na coletiva de imprensa após a corrida, Cirino era só elogios à equipe ABF/Mercedes-Benz, afirmando que sai de Fortaleza com a estima elevada e dentro da briga pelo título. “Dedico este segundo lugar à equipe pelo trabalho que realizou depois de São Paulo. Aqui era teste para o motor e ele funcionou bem, agüentando o tranco. Daqui para frente vamos para cima do Felipe e Roberval em buscar o tetracampeonato”, afirma Cirino.

Cirino também afirmou que agora tem um motor resistente e potente. “Só falta acertar pequenos detalhes da suspensão para ficarmos com um caminhão perfeito. O campeonato começou para nós em Fortaleza”, diz Cirino.

Piquet lamenta

Geraldo Piquet, que mais uma vez fazia uma grande corrida e caminhava para mais um pódio na categoria, abandonou após enroscar-se com Roberval Andrade na 38ª volta. Ele largou em 18º e já ocupava a oitava colocação. “Por três vezes tive que aliviar o pé para não ser jogado para fora da pista pelo Roberval, até que em uma das muitas tentativas que fiz para ultrapassá-lo, fui jogadora para fora da pista. Foi uma pena porque poderia ter sido o terceiro colocado na prova”, salienta Piquet.

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck será disputada no dia 12 de agosto, em Caruaru, Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *