Truck: Disco de freio provoca acidente de Cirino em Goiânia

O piloto paranaense permanece na capital de Goiás realizando testes visando fase nordestina da categoria, que começa no dia 4 de maio, em Caruaru.

Depois de abandonar a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, realizada ontem (domingo), no Autódromo Internacional de Goiânia, o paranaense Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, permanece na capital de Goiás, realizando testes para a escuderia, visando a fase nordestina da categoria, que inicia dia 4 de maio, em Caruaru (PE). Além de Cirino, o caminhão número 6 da equipe ABF/Mercedes-Benz será pilotado pelo argentino Gaston Mazacane, que deverá fazer sua estréia na Fórmula Truck em Caruaru.

Segundo Cirino, a causa do seu acidente na prova de Goiânia foi o disco de freio da rodada dianteira esquerda. Ele abandonou a prova na 13ª volta, logo após a relargada da Bandeira Amarela Programada, Ele explica que a equipe fez uma revisão no caminhão, quando verificou que o motivo de ter rodado na Curva Um, quando ocupava a terceira colocação, foi o disco de freio que travou no momento da freada. “Quando pisei no freio, o disco da rodada esquerda, que faz todo o apoio do caminhão na curva, travou. Foi uma pena porque tínhamos bom rendimento, tínhamos acabado de ultrapassar o Renato Martins e estava logo atrás do Piquet e do Roberval. Iríamos pressionar os ponteiros e quem sabe o resultado da corrida teria sido outro”, informou Cirino.

Para Cirino, os pontos perdidos em Goiânia terão que ser recuperado no Nordeste, quando serão disputadas as etapas de Caruaru, no dia 4 de maio, e Fortaleza, no dia 31 de maio. “Vamos buscar esta recuperação nas duas próximas etapas. O campeonato está totalmente aberto”, finaliza Cirino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *