Truck: Djalma Fogaça foi homenageado pelos 25 anos de automobilismo

Ex-piloto de circuitos ovais na Fórmula Indy, o paulista Felipe Giaffone (Volkswagen) venceu a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.


Com o resultado, ele assumiu a vice-liderança do certame com 39 pontos. Segundo colocado na prova, o paulista Roberval Andrade (Scania) pulou para a ponta com 54 pontos, jogando o pernambucano Beto Monteiro (Ford Racing Trucks/DF Motorsport), até então líder, para o terceiro posto na tabela de pontuação com 33 pontos. A próxima etapa será dia 1º de julho, em Fortaleza (CE).

Em dia de festa pelo Jubileu de Prata de Djalma Fogaça, a equipe Ford Racing Trucks/DF Motorsport não foi feliz em São Paulo. Beto Monteiro foi penalizado na Super Classificação e largou apenas em quinto, e ainda levou um toque de Fred Marinelli (Iveco) quando foi ultrapassá-lo na primeira volta. Com a perda de rendimento de seu Ford Cargo, o único nordestino da categoria teve que fazer uma parada nos boxes e recebeu bandeirada apenas na 13 posição. “No toque o escapamento ficou fechado e o motor perdeu muito, e ainda prejudicou uma série de coisas. Foi uma pena, pois poderia ter continuado na liderança”, desabafou Monteiro.

Os outros pilotos do time sediado em Sorocaba, Daniel Gianfratti, Djalma Fogaça e Régis Boéssio, foram obrigados a abandonar. “Foi um dia festivo, mas não conseguimos os resultados que planejamos. Fiquei muito chateado com a postura dos comissários esportivos, que desclassificaram o Beto Monteiro na Super Classificação por ele ter errado na Curva do Lago e ter feito um traçado mais longo, perdendo tempo”, desabafou o chefe da equipe Ford Racing Trucks/DF Motorsport. “O pior é que o Vinicius (Ramires) também errou do mesmo jeito e na mesma curva no treino de classificação, e acabou largando da pole position! E ainda teve o Neno Borlenghi, que foi desclassificado por excesso de fumaça, e acabaram voltando atrás. É uma pena acontecer isto, mas já estou escolado”, finalizou o piloto que completou 25 anos de automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *