Truck: Djalma Fogaça termina em oitavo com o melhor Ford

O paulista Felipe Giaffone (Volkswagen) conquistou sua terceira vitória consecutiva neste domingo (12/8), desta vez na 5ª etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada em Caruaru (PE). Com o resultado, ele subiu para a liderança do certame com 89 pontos, quatro a mais que o paulista Roberval Andrade (Scania), que terminou na segunda colocação.

O sorocabano Djalma Fogaça (Ford Racing Trucks/DF Motorsport), que largou apenas da 16ª posição, foi o melhor representante com Ford Cargo, recebendo a bandeirada em oitavo. “Considerando a posição em que larguei, até que o resultado foi bom. O ritmo na frente estava muito rápido e só não cheguei mais na frente por causa da entrada do Pace Truck na quarta volta”, explicou o Caipira Voador. “Optamos por largar com a calibragem baixa nos pneus, e quando estávamos ficando rápidos, a intervenção do Pace Truck fez com que os pneus esfriassem”, contou o piloto e chefe de equipe, que a partir daí não conseguiu o desempenho esperado.

Único piloto nordestino na Fórmula Truck, o pernambucano Beto Monteiro não conseguiu repetir os bons resultados das provas anteriores em seu Estado, e terminou na 13ª posição. Largando da 21ª posição, ele progrediu rapidamente até chegar na nona posição antes da metade da corrida. Porém, ao passar a mais de 160 km/h pelo radar da reta, ele teve que cumprir penalização e voltou no 16º posto, e teve tempo para recuperar apenas três posições. “Tivemos muitos problemas com fumaça nos treinos e isto acabou prejudicando toda a nossa performance na classificação e na corrida. Só nos resta pensar na próxima corrida”, avalia o campeão brasileiro da F-Truck em 2004.

O catarinense Luis Zappelini foi outro que teve que fazer uma prova de recuperação. Ele largou da 20ª posição e veio fazendo uma competição consistente, até perder o selo do cabeçote, o que o obrigou a diminuir o ritmo por causa do excessivo aumento de temperatura. “Não adiantar ficar se lamentando. Passamos por muitos problemas e agora é hora de avaliarmos tudo que não aconteceu como o planejado, para traçarmos novos objetivos para a etapa seguinte”, ditou o piloto de Lages, que ainda terminou na 11ª posição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *