Truck: Luís Zappelini passa por cirurgia hoje e pede maior responsabilidade aos pilotos

O catarinense será operado na noite desta quarta-feira (11/04), em São Paulo.

Maior vítima do mega-acidente do último domingo (08/4), durante a segunda etapa da Fórmula Truck no circuito de Tarumã (RS), o catarinense Luís Zappelini, da Ford Racing Trucks/DF Motorsport, passará por uma cirurgia na noite desta quarta-feira (11). A operação será realizada no Hospital 9 de Julho, na capital de São Paulo, às 19h30, e será conduzida pelo Dr. Flávio Falópio. O piloto ficará pelo menos 90 dias afastado de suas atividades.

Na colisão direta com o caminhão de Vinicius Ramires, que já havia provocado a forte batida com Geraldo Piquet segundos antes, a patela da perna esquerda de Zappelini subiu em direção ao fêmur, o que causou a perfuração dos ligamentos e a fratura exposta. “No ano passado, eu já havia advertido o Ramires, justamente em Tarumã, pela condução perigosa. Coincidentemente, no mesmo ponto do circuito ele quase causou um acidente comigo naquela ocasião. Novamente, o pessoal quer decidir tudo na primeira volta”, lamentou o catarinense, que na etapa de abertura, em Cascavel (PR), foi tirado logo na primeira volta, após sofrer um toque de Neno Borlenghi.

Preocupado com a segurança de seus demais colegas, o piloto da Ford pede ações rápidas para evitar que o pior possa acontecer. “Ou se toma uma atitude drástica, ou alguém vai morrer logo, logo. O caminhão é seguro, mas fatalidades acontecem. E o prejuízo? Não só do caminhão, mas também da minha cirurgia, que vai ficar em mais de 70 mil reais? Isso sem contar os 90 dias que terei de ficar parado, sem poder conduzir minha empresa e família como eu queria”, desabafou o piloto de Lajes (SC).

A esportividade é o fator que mais exige atenção em uma categoria tão competitiva como a Fórmula Truck, e a maior vítima de domingo aproveitou para enfatizar as causas do acidente e agradecer aos que prestaram socorro. “As pessoas não medem conseqüências. Se acompanharem as imagens, vão perceber que muitos pilotos passaram pelo acidente acelerando, ou seja, queriam levar vantagem a qualquer custo. O único que parou na hora para ajudar foi o Beto Napolitano”, lembrou Zappelini, que também elogiou a equipe do Dr. Daniel Morais, que fez o atendimento na pista gaúcha.

Para Djalma Fogaça, piloto e chefe de equipe da Ford Racing Trucks/DF Motorsport, os pilotos estão perdendo o espírito esportivo na disputa, e isso precisa ser revisto. “Automobilismo é um esporte onde pilotos ultrapassam e são ultrapassados, mas isso não tem acontecido na Fórmula Truck, pois muitos não aceitam ser superados na pista. Eles precisam entender que existem regras e, acima de tudo, deve haver respeito com os colegas de profissão”, opinou o sorocabano.

Indignado, Djalma acredita que as medidas tomadas não são as mais corretas, para evitar que situações como estas ocorram novamente. “O Zappelini já gastou, só de hospital, perto de 50 mil reais, e o prejuízo em seu caminhão vai passar de 100 mil, fora ficar sem correr até o final do ano e com o risco de ficar com seqüelas pelo resto da vida. Não tem como se conformar com a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) aplicar uma multa de cinco mil reais, e não falo somente em relação ao Vinicius (Ramires), mas têm muito mais gente que também já deveria ter a carteira cassada em algumas etapas”, criticou Fogaça.

O “Caipira Voador” também lembra que já passou por uma mudança em seu estilo nas pistas, e acredita que a solução seja a punição por afastamento aos infratores. “Eu mesmo fui punido por um ano, em 1993, e mudei totalmente minha conduta. Acho que a CBA não deve aplicar multas em valores, pois não estamos na estrada ou no trânsito. Está na hora de penalizar com suspensões!”, exclamou. “Quanto mais eu vejo o acidente, mais revoltado fico, mas agora é torcer para o Zapa ficar bem”, concluiu Djalma Fogaça.

Ford Racing Trucks/DF Motorsport tem o apoio de Motorcraft/ DuPont/ HDS MecPar/ 3S Rastreadores/ Kraucher/ JR Acessórios/ Mahle/ Eaton/ Cummins/ BorgWarner/ Tanksul/ Kalunga/Samsung/ Alux/ Usiparts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *