Truck: Piquet vence a Fórmula Truck em Brasília. Giaffone é o campeão da temporada

Correndo em casa, Geraldo Piquet repetiu a vitória do ano passado e jogou água no chopp do campeão Felipe Giaffone.

Contando com o apoio da torcida, do pai Nelson Piquet e do irmão Nelsinho, que no próximo ano será piloto da Renault na Fórmula 1, o brasiliense Geraldo Piquet, da equipe ABF/Mercedes-Benz, venceu a etapa de encerramento do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada hoje (domingo), no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília. Assim como no ano passado, Geraldo joga água no chopp do campeão da temporada, neste ano o paulista Felipe Giaffone.


Geraldo Piquet largou em oitavo e completou as 33 voltas da prova 1h00m44s803, andando à média horária de 95,142 Km/h. Em segundo chegou o paulista Valmir Hisgué Benavides, que se classificou à frente de Renato Martins (SP), Felipe Giaffone (SP), Leandro Totti (PR), José Maria Reis (GO), André Carreira (SP), Vignaldo Fizio (SP), Vinicius Ramires (SP) e Beto Monteiro (PE), que, pela ordem, fecharam as 10 primeiras colocações da prova.


Com o quarto lugar em Brasília, Felipe Giaffone sagrou-se campeão, somando 156 pontos. Roberval Andrade é o vice-campeão, com 133, Renato Martins o terceiro, com 95. e Leandro Totti o quarto, com 79 pontos. A vitória em Brasília levou Geraldo Piquet a quinta colocação na classificação final do campeonato, com 76 pontos, a mesma pontuação de Wellington Cirino, seu companheiro de equipe. Porém, por ter vencido as etapas de Cascavel e Brasília, Geraldo ficou com o quinto lugar.


A vitória de Geraldo também levou a Mercedes-Benz ao vice-campeonato de Marcas, com 217 pontos. A Volkswagen é a campeã com 369 pontos.


A prova


A prova começou com o pole position Roberval imprimindo o ritmo forte em função da necessidade de cruzar em primeiro na 12ª volta e vencer a prova. Os destaques da largada foram Piquet e Cirino, que ganharam três posições. Piquet pulou de oitavo para quinto e Cirino de 14º para 11º. Geraldo partiu para cima e na oitava volta assumiu o terceiro lugar, porém, na tentativa de ultrapassar Renato e assumir a segunda colocação, acabou escapando na Curva da Vitória, caindo para a oitava colocação, ficando logo à frente de Cirino.


Após a relargada da bandeira amarela programada, Piquet iniciou a recuperação, pulando para sétimo. Na 16ª volta subiu para sexto, na 19ª volta chegou ao quarto lugar ultrapassando José Maria Reis depois de uma bela disputa. Geraldo pressionou Renato Martins por cinco voltas e na 24ª volta conseguiu o terceiro lugar e partir para a pressão para cima de Giaffone. Na 31ª volta Piquet consegue passar por Giaffone e logo à sua frente Roberval Andrade começa a ter problemas. Geraldo partiu para cima e na 32ª volta assume a liderança, levando a torcida ao delírio.


Se a prova estava emocionante entre os ponteiros, no segundo pelotão era um festival de ultrapassagens. Em uma delas, na 24ª volta, Cirino ultrapassava Benavides e Vignaldo Fizio tentou pegar “carona” e passou do ponto de frenagem, batendo na traseira de Cirino. Os dois rodaram e Cirino teve que ir aos boxes para reparos. Ele lamentou o acidente porque poderia ter conquistado uma dobradinha com Geraldo, pois já tinha passado por Benavides, que terminou a corrida em segundo.


 


Resultados da Fórmula Truck em Brasília


1º) Geraldo Piquet (DF), Mercedes-Benz, 33 voltas em 1h00m44s803


2º) Valmir Hisgué Benavides (SP), Volkswagen, a 8s908


3º) Renato Martins (SP), Volkswagen, a 8s943


4º) Felipe Giaffone (SP), Volkswagen, a 9s277


5º) Leandro Totti (PR), Ford, a 11s833


6º) José Maria Reis (GO), Scania, a 13s469


7º) André Carreira (SP), Volvo, a 14s226


8º) Vignaldo Fizio (SP), Mercedes-Benz, a 15s341


9º) Vinicius Ramires (SP), Mercedes-Benz, a 17s318


10º) Beto Monteiro (PE), Ford, a 17s554


11º) Fabiano Brito (PR), Volvo, a 27s074


12º) João Maistro (PR), Volvo, a 27s185


13º) David Muffato (PR), Scania, a 34s585


14º) Regis Boessio (RS), Ford, a 1m25s652


15º) Roberval Andrade (SP), Scania, a 1 volta


16º) Wellington Cirino (PR), Mercedes-Benz, a 1 volta


17º) Djalma Fogaça (SP), Ford, a 5 voltas


18º) Jonatas Borlenghi (SP), Volkswagen, a 15 voltas


19º) Fred Marinelli (SP), Iveco, a 16 voltas


20º) José Cangueiro (SP), Mercedes-Benz, a 21 voltas


21º) Adalberto Jardim (SP), Scania, a 27 voltas


 


Classificação final do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck
1º) Felipe Giaffone (SP), com 156 pontos


2º) Roberval Andrade (SP), 133


3º) Renato Martins (SP), 95


4º) Leandro Totti (PR), 79


5º) Geraldo Piquet (DF), 76


6º) Wellington Cirino (PR), 76


7º) Jonatas Borlenghi (SP), 62


8º) Valmir Hisgué Benavides (SP), 53


9º) Beto Monteiro (PE), 36


10º) Vinicius Ramires (SP), 36


11º) Vignaldo Fizio (SP), 29


12º) José Maria Reis (GO), 23


13º) Luiz Carlos Zappellini (SC), 14


14º) Diumar Bueno (PR), 12


15º) João Maistro (PR), 12


16º) Pedro Muffato (PR), 9


17º) Fred Marinelli (SP), 8


18º) Adalberto Jardim (SP), 6


19º) Djalma Fogaça (SP), 6


20º) André Carreira (SP), 4


21º) José Cangueiro (SP), 4


22º) Débora Rodrigues (SP), 3


23º) Fabiano Brito (PR), 3


24º) Beto Napolitano (SP), com 1 ponto


 


Campeonato de Marcas
1º) Volkswagen, com 369 pontos


2º) Mercedes-Benz, 217


3º) Scania, 171


4º) Ford, 135


5º) Volvo, 21


6º) Iveco, com 8 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *