Truck: Problema com diferencial deixa Muffato na décima fila do grid em Goiânia

Piloto da Muffatão Racing afirma ter condições para buscar recuperação na corrida e vê a falta de pontos de ultrapassagem como desafio maior.

Depois de fechar o primeiro dia de treinos livres com o décimo lugar entre os 26 inscritos, Pedro Muffato reconheceu que a 20ª posição no grid, conquistada neste sábado (13), ficou aquém das expectativas estipuladas para a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. Apesar disso, o piloto paranaense da Muffatão Racing atesta a condição que tem para tentar uma prova de recuperação neste domingo (14) no Autódromo Internacional de Goiânia.

“Pela manhã, senti problemas e achamos que era com a embreagem. A equipe trocou a embreagem, mas o problema persistiu. Agora, depois do treino de classificação, é que fomos concluir que o problema era com o diferencial. Agora, vamos trocar o diferencial para a corrida”, resumiu o piloto da Muffatão Racing, que tem no Scania número 20 as logomarcas de Coopavel, FAG, Muffatão Atacadista, Scania, Battistella, Tanksul e DSR Log.

Muffato supôs que com o tempo que havia cravado nos treinos livres da sexta-feira (12), 1min47s796, estaria entre os oito primeiros no grid. “Eu fiz esse tempo ontem sem forçar muito e com o caminhão pulando, e esse é um problema que hoje estava resolvido. Caminhão para vir para a frente na corrida, até que eu tenho. O problema é que essa pista não tem muitos pontos de ultrapassagem. Só o final da reta, mas com a velocidade limitada no radar, fica difícil”, disse.

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de F-Truck terá largada às 13h deste domingo. A corrida terá transmissão ao vivo da Rede Bandeirantes, com narração de Téo José, comentário de Eduardo Homem de Mello e reportagem de Luiz Silvério. A geração de imagens é da paranaense Master TV. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *