Truck: Recrusul escolhe Régis Boessio para representar sua marca na Fórmula Truck

Empresa gaúcha apóia o único piloto gaúcho na categoria com o intento de aliar sua marca a tecnologia de ponta utilizada na competição de caminhões.

A partir da sexta etapa da Fórmula Truck, competição com caminhões que leva mais 40 mil pessoas aos autódromos brasileiros a cada evento, ocorrida no início do mês na cidade de Londrina (PR), a Boessio Competições passou a ter mais uma grande empresa apoiando o seu desenvolvimento na categoria. A Recrusul da cidade de Sapucaia do Sul (RS) passou a estampar a logomarca no caminhão Volvo 77 do piloto Régis Boessio visualizando uma oportunidade de aliá-la a tecnologia de ponta utilizada nos trucks de competição.

Com tecnologia e know-how desenvolvidos a mais de meio século, a Recrusul oferece as melhores soluções na área de refrigeração industrial, transporte frigorífico, refrigeração para transporte, tanques e silos, além de condicionadores de ar para ônibus. Com o desenvolvimento de projetos específicos, e a produção das ferramentas necessárias, garante economia e eficiência operacional, com grande durabilidade das instalações e equipamentos.

A parceria com a equipe de Régis Boessio é o primeiro passo da empresa que projeta um envolvimento maior ainda com a categoria de caminhões. Quem revela isso é o responsável pela área de marketing da empresa Anselmo Rocha: “A Recrusul como fabricante de implementos rodoviários, vai buscar participar cada vez mais de eventos como este. A Fórmula Truck como ferramenta para fidelização de clientes é muito importante, pois nos ajuda a dar uma experiência nova ao cliente, ele tem a oportunidade de ver estes bólidos voando baixo nas pistas, é uma emoção muito grande. Este sentimento perdura e isto é o que queremos que o cliente sinta, um sentimento duradouro de confiança nos nossos produtos”.

“O propósito ao entrar na F-Truck é associar nossa marca com a tecnologia de ponta usada nos trucks, sua velocidade e segurança. Nosso público alvo, são os atores da logística no Brasil, são caminhoneiros, donos de frotas e todos aqueles que de uma forma ou de outra utilizam os implementos rodoviários fabricados pela Recrusul. Neste momento nossa fábrica esta trabalhando para tornar nossos implementos mais fortes, mais leves e com maior capacidade de carga útil, pois estes são atributos que nosso cliente busca. Sem perder as marcas que já conquistamos, ou seja, de ser um implemento de referência no Brasil. Nossos semi-reboques frigoríficos, nossos tanques para combustíveis, alimentos, óleos, químicos, etc. são fabricados dentro das mais rigorosas especificações, não somente internacionais como nacionais também, porque nossa logística tem muitas particularidades, tais como condições de estradas, clima, fornecimento de peças, entre outros”, enfatiza o senhor Anselmo.

“Em relação a participação na prova de Londrina, foi um espetáculo. Acreditamos que atingimos o objetivo, apesar do pouco tempo que tivemos para nos preparar. Nesta primeira prova como parceiros do Boessio, tínhamos como objetivo aprender as melhores maneiras de usar esta excelente ferramenta de marketing em favor de nossa marca e de nossos clientes e acredito que atingimos isto. Um de nossos clientes que participou do evento disse-nos: ‘Trabalho com caminhões a vida toda, meu pai já trabalhava antes de mim, nunca tinha visto uma coisa com tanta adrenalina envolvendo caminhões’. Então para nós da Recrusul isso prova a importância de trazer os clientes para vivenciar esta experiência única. No futuro nossa participação deverá ser mais forte e teremos ótimos resultados com a associação desta modalidade esportiva a nossa marca”, encerra o diretor.

A Boessio Competições tem por objetivo superar os desafios e alcançar as primeiras posições no campeonato de caminhões, por isso considera de suma importância consolidar parcerias vencedoras como está acontecendo com a Recrusul. O time que tem o piloto Régis Boessio na disputa terá novamente uma competição nas pistas no dia 14 de de setembro tendo por local o Autódromo de Campo Grande (MS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *