Truck: Roberval Andrade vence no Rio

Público de mais de 45 mil pessoas assiste a F-Truck sob forte calor carioca

O paulista Roberval Andrade da equipe Scania Corinthians Motorsport venceu neste domingo (18) o Grande Prêmio Petrobras, segunda etapa do Campeonato Sul-Americano e Brasileiro de Fórmula Truck, no Autódromo Nelson Piquet de Jacarepaguá no Rio de Janeiro. Roberval venceu de ponta a ponta conseguindo driblar um calor de aproximadamente 33 graus centígrados. “Mesmo confiando na preparação que fizemos com o nosso caminhão, tive que manter atenção redobrada por causa do calor, o óleo e a sujeira na pista e ainda a pressão dos concorrentes”, contou o vencedor da primeira prova da Fórmula Truck no Rio de Janeiro. “Estou muito feliz em ficar para a história como o primeiro vencedor da Truck no Rio”, comemorou Roberval que deixou seu voto de otimismo aos jornalistas cariocas na Coletiva de Imprensa para o movimento pela restauração do autódromo de Jacarepaguá.

Com um público de aproximadamente 45 mil pessoas, pouco visto desde que a Fórmula 1 trocou o Rio por São Paulo em 1990, os pilotos da Fórmula Truck elogiaram a experiência de correr no Rio. “Foi um grande dia para a categoria e só temos que agradecer aos cariocas que largaram um bom dia de praia para vir ao autódromo”, frisou Wellington Cirino (Mercedes-Benz) quarto colocado no pódio. Completou o pódio do GP Petrobras, o goiano Leandro Reis (Scania) em segundo, o paulista Valmir Benavides (Volkswagen) em terceiro e o também paulista Felipe Giaffone (Volkswagen) em quinto.

Mas o forte calor do Rio castigou pelo menos dez pilotos que não terminaram a prova na mesma volta do vencedor (29). Para Danilo Dirani (Ford) o castigo chegou antes de ser atingido pela alta temperatura da pista. Largando na pole position, o piloto paulista ficou nos boxes logo na primeira volta com problema no câmbio. “Fui trocar de marchas e não entrou a quinta nem a sexta. Foi uma pena, estávamos prontos para um pódio e até uma vitória”, lamentou Danilo Dirani que mostrou que a Ford com a equipe DF Motorsport de Djalma Fogaça está preparada para entrar definitivamente na briga pelo campeonato entre as seis marcas da Fórmula Truck.

O goiano Zé Maria Reis também lamentou a quebra do seu F-Truck Scania na 13ª volta, quando ocupava com competência a quarta posição. O caminhão no 12 da Original Reis Peças saiu da pista pegando fogo com o estouro do sistema de turbo alimentação.

Três pilotos se destacaram pela regularidade e boas ultrapassagens: Débora Rodrigues (Volkswagen), Diumar Bueno (Volvo) e José Cangueiro (Mercedes-Benz) largaram no pelotão traseiro e chegaram entre os dez primeiros.
Com a excelente atuação de Felipe Giaffone (Volkswagen) o campeonato ficou mais apertado na classificação por pilotos para os cinco primeiros. Largando em vigésimo Giaffone recebeu uma punição por queimar o radar (mais de 160 km/h em um único ponto da reta) e mesmo assim subiu ao pódio na quinta posição. “Me distraí e peguei um radar, mas estou feliz de manter a liderança do campeonato”, contou Felipe Giaffone que agora tem 43 pontos e divide a liderança com seu companheiro na equipe RM Competições, o também paulista Valmir Benavides. Leandro Reis é o terceiro na classificação, com 39 pontos, Roberval Andrade é quarto com 35 e Wellington Cirino é quinto com 34 pontos.

Classificação da prova após 29 voltas: 1º) Roberval Andrade, SP (Scania); 2º) Leandro Reis, GO (Scania); 3º) Valmir Benavides, SP (Volkswagen); 4º) Wellington Cirino, PR (Mercedes-Benz); 5º) Felipe Giaffone, SP (Volkswagen); 6º) Renato Martins, SP (Volkswagen); 7º) Paulo Salustiano, SP (Volvo); 8º) Débora Rodrigues, SP (Volkswagen); 9º) Diumar Bueno, PR (Volvo); 10º) José Cangueiro, SP (Mercedes-Benz); 11º) André Marques, SP (Scania); 12º) Fred Marinelli, SP (Iveco); 13º) Cristiano Da Matta, MG (Iveco); 14º) Fabiano Brito, PR (Ford); 15º) Pedro Muffato, PR, (Scania); 16º) Bruno Junqueira, MG (Ford).
Não completaram a prova: Leandro Totti, PR (Mercedes-Benz) – 20 voltas; Adalberto Jardim, SP (Volvo) – 17 vts.; José Maria Reis, GO (Scania) e Beto Monteiro, PE (Iveco) – 13 vts.; Andersom Toso, RS (Ford) – 12 vts.; Geraldo Piquet, DF (Mercedes-Benz) e Danilo Dirani, SP (Ford) – 10 vts. e João Maistro, PR (Volvo) – 9 voltas. Melhor Volta: Danilo Dirani, 1:33.374

Classificação do campeonato após 2 etapas: 1) Felipe Giaffone e Valmir Benavides, 43 pontos; 3) Leandro Reis, 39 pts.; 4) Roberval Andrade, 35 pts.; 5) Wellington Cirino, 34 pts.; 6) Danilo Dirani, 14 pts.; 7) Diumar Bueno e Paulo Salustiano, 12 pts.; 9) Geraldo Piquet e Renato Martins, 10 pts.; 11) Adalberto Jardim, 8 pts.; 12) Leandro Totti, Débora Rodrigues, 7 pts.; 14) Fred Marinelli, João Maistro e José Cangueiro, 5 pts.; 17) André Marques, 4 pts.; 18) Pedro Muffato, 3 pts.; 19) José Maria Reis, Cristiano da Matta, 2 pts.; 21) Bruno Junqueira e Fabiano Brito, 1 ponto.

A próxima etapa está marcada para o dia 16 de maio em Caruaru, situada na região do agreste de Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *