Truck: Único nordestino na disputa, Beto Monteiro pede apoio da torcida em Fortaleza

Por ser o único representante nordestino no Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, o pernambucano Beto Monteiro, da equipe Ford Racing Trucks/DF Motorsport, quer o apoio da torcida do Ceará, que pela primeira vez receberá os 25 caminhões de uma das maiores categorias do automobilismo nacional. A segunda etapa da disputa será neste domingo (16/04), com transmissão ao vivo pela TV Bandeirantes, a partir das 14 horas.

“Espero contar com a torcida local, afinal sou o único nordestino na Fórmula Truck. É uma felicidade poder participar de uma prova nacional em uma praça nova, principalmente perto de casa”, disse o piloto campeão da categoria em 2004, que chega em Fortaleza na quarta-feira.

Para a realização desta prova no Autódromo Internacional Virgílio Távora, em Eusébio, região metropolitana de Fortaleza, a organização da Fórmula Truck, em parceria com a Federação Cearense de Automobilismo e o Governo do Estado do Ceará, investiu pesado. Foram feitas diversas mudanças para dar mais segurança aos pilotos e ao público, como mudança do traçado, alargamento da pista em frente aos boxes, construção de 400 metros de muro de concreto entre a pista e a área do público, aumento da área de escape nas principais curvas, novo acabamento no paddock, pintura total no autódromo.

Originalmente o circuito tinha três mil metros e passará a ter 1.900 metros, com nove curvas. As voltas devem ser dadas em menos de um minuto. A grande novidade é a mudança de sentido, que agora será o horário. A temida Curva do Desespero, que ficava logo depois da descida da reta, agora será a curva de entrada da subida da reta dos boxes, que foi alargada.

“O que o Aurélio Félix está fazendo pelo automobilismo brasileiro é fantástico. Agora ele está levando modernidade ao autódromo de Fortaleza, que poderá abrigar qualquer prova nacional, com conforto para público e participantes. Isso vai fortalecer o automobilismo local. As outras categorias deveriam seguir o exemplo da Truck”, disse Monteiro, que tem como companheiros na Ford Racing Trucks/DF Motorsport o catarinense Luís Carlos Zappelini e o sorocabano Djalma Fogaça, que também é o chefe da equipe.

Com todas as mudanças, o circuito será novidade para todos os pilotos e Monteiro, que já venceu nesse autódromo em outras categorias no traçado antigoe, vai para a prova com boas expectativas. “A pista será novidade para todo mundo, ninguém conhece o novo traçado. Espero andar bem. Nossos caminhões Ford Cargo renderam bem na primeira etapa, foram feitas algumas modificações no motor, para aumentar a resistência e espero concluir bem esta segunda etapa”, disse o pernambucano de 31 anos. “O Ford Cargo é um caminhão leve e, por isso, tem um bom desempenho em circuitos de baixa velocidade”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *