Truck: Vinicius Ramires enfrenta problemas com amortecedor e fica em oitavo em Curitiba

Paulista demonstra tranqüilidade diante da detecção do problema no Mercedes-Benz e aposta em competitividade no treino classificatório.

Vinicius Ramires não extraiu dos treinos livres desta sexta-feira (5) todo o proveito que esperava na preparação para a sétima etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. O piloto paulista da RRT2 enfrentou problemas com os amortecedores de seu Mercedes-Benz e ficou com o oitavo lugar no cômputo de todos os tempos de volta cronometrados no Autódromo Internacional de Curitiba, palco da corrida deste domingo (7).

“Desde o primeiro treino, percebi que o caminhão estava pulando um pouco, sabíamos que alguma coisa não estava certa com a suspensão”, disse o atual vice-campeão brasileiro da categoria, que fechou a primeira sessão em terceiro lugar. “No segundo treino, a situação se agravou. Vim para o box, nós desmontamos o conjunto e descobrimos um problema com o amortecedor, algo que já está sendo solucionado para o treino classificatório”, disse.

Vencedor da etapa de Curitiba no ano passado, Ramires demonstra tranqüilidade. “O problema no amortecedor comprometeu muito o desempenho do meu caminhão. Fazemos todos os nossos treinos particulares em Curitiba e normalmente fechamos nossas voltas na casa de 1min40s”, exemplifica o piloto da RRT2, que tem em seu caminhão as logomarcas de Empresas Rodobens, Renov/Remanufatura Mercedes-Benz e ZF do Brasil.

A observação de Ramires leva em conta o fato de Wellington Cirino, o mais rápido da sexta-feira com outro caminhão Mercedes-Benz, ter coberto os 3.695 metros de extensão do autódromo paranaense em 1min40s927. “Enfim, a situação não é preocupante. Amanhã, teremos o caminhão bem competitivo. Há um grande número de pilotos com chance de pole, vai ser uma etapa muito acirrada, mas nós estamos na disputa, com certeza”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *