Truck: Volkswagem lança Truck pioneiro em preservação ambiental

Após conquistar o primeiro lugar no campeonato de pilotos com Renato Martins na Fórmula Truck em 2006, a Volkswagen terá como meta a partir desta temporada não apenas a busca de mais um título, mas também a preocupação com a preservação ambiental.


A montadora será a primeira da categoria a compensar as emissões de gases dos seus veículos. Para isso, a Fundação SOS Mata Atlântica plantará mil árvores nativas em áreas degradadas do Sul Fluminense, em uma iniciativa inédita no automobilismo brasileiro. Considerando-se o porte do investimento realizado, ação semelhante é feita apenas em competições internacionais, como a F-1.

A Volkswagen neutralizará o carbono produzido não só pelos caminhões de corrida da marca, mas por toda a frota de apoio na competição. A iniciativa já existe nos produtos de fábrica desde 2005, quando os primeiros modelos com motores eletrônicos ganharam um Selo Verde com o plantio de árvores em Resende (RJ). A montadora também foi a primeira do País a pesquisar a mistura de biodiesel ao diesel tradicional –inclusive, em 2004, a equipe Volkswagen de rally foi a primeira no Brasil a competir no Sertões com combustível ecológico.

“Queremos convidar as outras equipes da Truck a fazer o mesmo, buscando parcerias ambientais. Todos devem se preocupar com esta questão”, disse Alcides Cavalcanti, gerente de Marketing da Volkswagen Caminhões e Ônibus, em entrevista coletiva em São Paulo.

Nas pistas, o caminhão Volkswagen Constellation estreou na temporada 2006 da Fórmula Truck da melhor maneira possível, conquistando o título com Renato Martins logo em sua primeira temporada. Desta forma, o objetivo para este ano não poderia ser outro a não ser a conquista do bicampeonato.

Para isso, a Volkswagen reforçou sua presença no campeonato brasileiro, que rivaliza apenas com a Truck Européia em termos de nível técnico, relevância esportiva e presença maciça das montadoras.

Serão seis caminhões, divididos em duas equipes. Na RM Competições, o recordista de vitórias da categoria, Renato Martins, segue formando parceria com a única mulher da Truck, Débora Rodrigues –o casal obteve um inédito pódio em 2006.

A grande novidade no time será a estréia de Felipe Giaffone, que no ano passado correu na Fórmula Indy e que fará em 2007 sua primeira temporada completa na Truck, após algumas corridas disputadas em 2005 por outro time. A RM também contará com a volta de Jonatas Borlenghi, que venceu corrida pelo time em 2004, mas ficou fora da Truck no ano passado.

Em 2007, Beto Napolitano deixa a RM e montará seu próprio time, tendo também como piloto Urubatan Helou Junior, que já correu de F-Ford no Brasil, fez testes na Indy Lights nos EUA e correu na Truck no ano passado.

A nova equipe também competirá com caminhões Volkswagen Constellation e terá em seu comando o experiente Washington Bezerra, dono da equipe WBB na Stock Car, onde conquistou o tricampeonato com o piloto Chico Serra.


DEPOIMENTO DOS PILOTOS


Renato Martins (campeão de 2006)

“Em 2006, apresentamos o novo caminhão apostando que brigaríamos pelo título. Sabia que seria uma temporada difícil, mas o Volkswagen Constellation mostrou ser rápido e confiante logo de cara, sendo campeão no ano de estréia. Em 2007 vamos repetir a receita vencedora, confiante na evolução de alguns aprimoramentos técnicos, mas sem grandes mudanças, sobretudo nas duas primeiras corridas do ano. Como novidade, teremos a volta do Neno e o importante reforço do Felipe Giaffone, que traz toda a experiência da Indy para nós. Mas o favoritismo não é só nosso, ao contrário do que muitos possam imaginar. Os testes de pré-temporada mostram que Muffato, Roberval, Ramires, Cirino, Fogaça, Beto Monteiro, enfim, todos nossos rivais testaram novidades em seus caminhões e farão uma disputa equilibrada para 2007”.


Débora Rodrigues (única mulher da categoria, 6º lugar em 2006)



“Depois de tantas alegrias em 2006, espero com muita ansiedade o início desta nova temporada. No ano passado, fiz meu melhor ano na Truck, marcando pontos em todas as corridas e conquistando três pódios, incluindo o mais emocionante de todos, ao lado do Renato, em Curitiba. Acho que a cada ano, desde que estreei na Truck, venho mostrando a seriedade do meu trabalho e exemplificando que há espaço sim para mulher na corrida de caminhão. Subir no pódio constantemente é uma vitória para mim, mas quero ainda mais para 2007, de preferência em corridas como em Fortaleza, quando briguei com o Pedro Muffato pela vitória”.


Felipe Giaffone (Fórmula Indy em 2006)

“Correr pela Volkswagen na Truck será especial. O potencial do time dispensa comentários, já que foi o campeão de 2006. Mesmo com o título, vi que o time continua trabalhando intensamente para se manter na ponta. Fiquei impressionado nestas primeiras semanas de trabalho com o empenho de todos para que a equipe siga competitiva, em especial o Renato, que não mede esforços para que o time ande bem. Vamos buscar o título e a idéia é trabalhar em conjunto para fazer da VW campeã novamente. Será um ano de adaptação para mim, já que o modelo que pilotei anteriormente na Truck era bem diferente em termos de característica e até de peso. A experiência de corrida me ajudará, sem dúvida, bem como os dias de testes, como os que fizemos no mês passado em Curitiba”.


Jonatas Borlenghi (reestréia pela VW após um ano ausente)

“Fico muito feliz em voltar para a Formula Truck, novamente pela equipe RM Competições. Tive dois anos muito bons na equipe, sendo que em 2004 inclusive lutei pelo título até a última prova, em Brasília, e tenho certeza de que o time evoluiu muito desde então, principalmente com a chegada do novo caminhão Volkswagen Constellation, que andei pela primeira vez nos testes de pré-temporada neste ano. Minha expectativa é novamente lutar por vitórias”.


Beto Napolitano (estréia time próprio em 2007)

“Este será um ano muito importante em minha carreira, porque agora tenho o duplo desafio de comandar uma equipe e pilotar o caminhão na pista. Sei das dificuldades que esta jornada em dobro significa mas estou pronto para o desafio, contando com a experiência do Urubatan no volante e do Washington Bezerra nos boxes. Em 2005, tive a felicidade de vencer pela primeira vez na Truck, em Caruaru, e agora estou pronto para buscar outras conquistas nesta nova fase”.


Urubatan Helou Junior (correrá pela primeira vez com caminhão VW em 2007).

“Estou muito contente por esta parceria com o Beto Napolitano, com quem sempre tive bom relacionamento. Estou confiante em uma boa temporada, mas também sei que tanto para mim quanto para o Beto será um ano de novidade. Acredito que as três primeiras provas serão dedicadas à adaptação minha com o novo caminhão e também do Beto em sua nova função, agora como piloto e dono de equipe”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *