Truck: VW estréia 2 novos caminhões em Tarumã

Beto Napolitano e Urubatan Helou Junior elevarão para seis o número de Volkswagen Constellations na Truck a partir da segunda etapa, no Rio Grande do Sul.

A segunda etapa da Fórmula Truck, que será disputada no próximo dia 8, em Tarumã, na Grande Porto Alegre, contará com a estréia de uma nova equipe: a Beto Napolitano Competições, que correrá com dois caminhões Volkswagen Constellation.

Os pilotos serão o próprio Napolitano e o paulista Urubatan Helou Junior. Assim, a participação da Volkswagen na Fórmula Truck aumenta para seis competidores, incluindo os quatro da equipe RM que estiveram na primeira etapa: Renato Martins, Débora Rodrigues, Felipe Giaffone e Jonatas Borlenghi.

Nesta semana, na sede da Beto Napolitano Competições, em São Paulo, os mecânicos estão concluindo a montagem dos caminhões a fim de partir em direção ao Sul já na próxima terça-feira.

“Estamos finalizando os trabalhos para estar com a estrutura completa em Tarumã”, comenta Napolitano. O time preferiu não disputar a etapa de abertura, em Cascavel, no último dia 11, a fim de estrear no campeonato com uma condição de competitividade melhor.

“Nossa equipe partiu do zero, mas trabalhamos intensamente nas últimas semanas para deixar tudo pronto em Tarumã, com o objetivo de fazer uma boa apresentação logo na estréia”, comenta Napolitano, que no ano passado também correu com um Volkswagen, marca com a qual conquistou sua primeira vitória na categoria, em Caruaru, em 2005.

Uma das inovações da Beto Napolitano Competições está na parte técnica. O time conta com o reforço do experiente preparador Washington Bezerra, de vasta experiência no automobilismo brasileiro, sobretudo na Stock Car, onde conquistou títulos importantes, como o tricampeonato do piloto Chico Serra (1999-2000-2001).

”A experiência do Washington está nos ajudando muito, porque muitas soluções de corrida podem servir para qualquer tipo de veículo, seja um Stock, seja um Truck. Esperamos trazer novidades em alguns conceitos de suspensão e também na posição do piloto, buscando baixar o centro de gravidade. Sem dúvida a experiência dele nas pistas vai nos indicar o caminho certo”, comenta Napolitano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *