Truck: Zappelini quer receber bandeira de chegada em Tarumã

O piloto da CCR/Lo Jack/Transnaza/DF Motorsport/Ford Racing Trucks teve diversos problemas nos anos anteriores e nunca terminou prova gaúcha.



Considerado um dos circuitos mais rápidos e difíceis do calendário da Fórmula Truck, o Autódromo Internacional de Tarumã, na região metropolitana de Porto Alegre, vai receber a oitava etapa do Campeonato Brasileiro neste final de semana (12/11), quando novamente suas dependências devem ficar super lotadas, em virtude do sucesso que a categoria dos “brutos” faz com os gaúchos. “Vou ter uma torcida grande, pois a Transnaza fica ali em Montenegro, e muita gente quer ir assistir a minha corrida. Por isso, preciso terminar e receber a bandeirada de chegada”, planeja o piloto catarinense Luis Carlos Zappelini.


 


Pode parecer pouco para um piloto que já venceu na Fórmula Truck, mas Zappelini sempre teve contratempos nas provas que disputou na cidade de Viamão. Então, terminar a corrida deste domingo já deixa o piloto da Ford satisfeito. “Já corri três anos seguidos em Tarumã e nunca terminei. Quero ver se pelo menos desta vez eu vejo a bandeirada de chegada acelerando o meu Ford Cargo”, deseja Luis Carlos.


 


O que aumenta a confiança de Zapellini para este ano é que ele vai correr com um Ford, que sempre tem alcançado bons resultados na rápida pista gaúcha, e seu caminhão já esta com configuração atualizada, com motores com preparação nova, turbinas da BorgWarner específicas para esta pista, e com novo radiador dianteiro. “Acho que agora vai dar certo”, confia o piloto de Lajes, que nesta prova quer arriscar bastante para terminar na frente. “Não tenho mais que pensar no campeonato”, analisa ao ver a tabela de classificação, onde está na 12ª posição. “Isso permite que a gente possa arriscar mais. Dá pra ir para frente sem se preocupar. É tudo ou nada. No ano passado tive uma vitória, agora quero dar uma para a Ford”, pondera o piloto da CCR/Lo Jack/Transnaza/DF Motorsport/Ford Racing Trucks.



Considerado um dos circuitos mais rápidos e difíceis do calendário da Fórmula Truck, o Autódromo Internacional de Tarumã, na região metropolitana de Porto Alegre, vai receber a oitava etapa do Campeonato Brasileiro neste final de semana (12/11), quando novamente suas dependências devem ficar super lotadas, em virtude do sucesso que a categoria dos “brutos” faz com os gaúchos. “Vou ter uma torcida grande, pois a Transnaza fica ali em Montenegro, e muita gente quer ir assistir a minha corrida. Por isso, preciso terminar e receber a bandeirada de chegada”, planeja o piloto catarinense Luis Carlos Zappelini.


 


Pode parecer pouco para um piloto que já venceu na Fórmula Truck, mas Zappelini sempre teve contratempos nas provas que disputou na cidade de Viamão. Então, terminar a corrida deste domingo já deixa o piloto da Ford satisfeito. “Já corri três anos seguidos em Tarumã e nunca terminei. Quero ver se pelo menos desta vez eu vejo a bandeirada de chegada acelerando o meu Ford Cargo”, deseja Luis Carlos.


 


O que aumenta a confiança de Zapellini para este ano é que ele vai correr com um Ford, que sempre tem alcançado bons resultados na rápida pista gaúcha, e seu caminhão já esta com configuração atualizada, com motores com preparação nova, turbinas da BorgWarner específicas para esta pista, e com novo radiador dianteiro. “Acho que agora vai dar certo”, confia o piloto de Lajes, que nesta prova quer arriscar bastante para terminar na frente. “Não tenho mais que pensar no campeonato”, analisa ao ver a tabela de classificação, onde está na 12ª posição. “Isso permite que a gente possa arriscar mais. Dá pra ir para frente sem se preocupar. É tudo ou nada. No ano passado tive uma vitória, agora quero dar uma para a Ford”, pondera o piloto da CCR/Lo Jack/Transnaza/DF Motorsport/Ford Racing Trucks.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *