WEC: Audi faz a dobradinha em Silverstone

A Audi fez a dobradinha na abertura da temporada do Campeonato Mundial de Endurance, neste domingo (14/040, em Silverstone, na Inglaterra. O trio Tom Kristensen/Loic Duval/Allan Mcnish venceu, seguido pelos parceiros no Team Joest Andre Lotterer/Benoit Treluyer/Marcel Fassler.

A Audi fez a dobradinha na abertura da temporada do Campeonato Mundial de Endurance, neste domingo (14/040, em Silverstone, na Inglaterra. O trio Tom Kristensen/Loic Duval/Allan Mcnish venceu, seguido pelos parceiros no Team Joest Andre Lotterer/Benoit Treluyer/Marcel Fassler.

Os dois Audi R18 passaram toda a prova, de seis horas de duração, duelando pela liderança. No primeiro terço da prova, o francês Lotetter chegou a abrir doze segundos de vantagem sobre o dinamarquês Kristensen.

Um problema mecânico no Audi, na segunda parte do turno de Loterrer, contudo fez o R18 e-tron quattro perder força. Problema que permaneceu no restante da prova.

McNish passou Treluyer, até que parada seguinte de pit stops, o escocês rodou, para evitar acertar um Aston Martin. Naquele momento Treluyer entrava nos pits. A Audi então trocou os quatro pneus do carro conduzido por McNish, que voltou para a pista 30 segundos atrás de Treluyer, faltando 40 minutos para o final da prova.

Com pneus novos, o ex-piloto da Toyota na F-1, foi tirando a diferença, até que faltando cinco minutos para a bandeirada, McNish fez a ultrapassagem. No final recebeu a bandeirada com três segundos de vantagem.

O trio Anthony Davidson/ Stephane Sarrazin/ Sebastien Buemi (Toyota) completou o pódio no geral.

Dupla que alinhou na pole-position, Alexander Wurz/Nicolas Lapierre (Toyota), perdeu as chances de pódio, ao escolherem pneus intermediários, durante uma breve chuva. Terminaram em quarto.

A Rebellion Racing, equipe particular que alinha dois Lola-Toyota, completou os seis primeiros, com os trios: Neel Jani/Nick Heidfeld/ Nicolas Prost e Andrea Belicchi/Mathias Beche/Congfu ‘Frankie’ Cheng. Os seis primeiros carros pertencem a Classe LMP1.

Estreando na categoria, o brasileiro Antonio Pizzonia (Delta-ADR ORECA-Nissan), em trio com os britânicos Tor Graves/James Walker, venceu na Classe LMP2, sendo sétimo no geral.

“Foi demais. A gente não teve problema algum na corrida. Larguei, conseguimos abrir uma distância boa e no primeiro pit optamos por não trocar o pneu, o que nos faria perder 30 segundos. Mas vimos que foi errado, pois o segundo colocado, que trocou, tirou toda essa diferença para nós. Mas, a partir daí, foi uma corrida sem muitos problemas. Tivemos pouquíssimas bandeiras amarelas e no final não sabiamos a estrategia dos rivais e ficamos preocupados. Fomos em ritmo de classificação até as três últimas voltas, quando pudemos tirar o pé”, analisou o “Jungle Boy”.

Outro brasileiro, também ex-F-1 e estreando na categoria, Bruno Senna (Aston Martin) venceu na Classe GTE Pro. Ele fez dupla com o alemão Stefan Mücke e o britânico Darren Turner. No geral terminaram na 14ª posição.

Senna foi o terceiro do trio a guiar o Vantage V8, após Mücke e Turner.

“Dei oito voltas na chuva sem praticamente nenhuma experiência anterior com esse carro, mas felizmente ela parou logo. A equipe fez um ótimo trabalho e merecemos esta vitória. Queremos ganhar o campeonato e começar assim foi um grande resultado”, comemorou Senna.

O terceiro brasileiro na prova, Fernando Rees (Larbre Corvette), em trio com os franceses Patrick Bornhauser/Julien Canal, terminou em segundo na Classe GTE Am, sendo 21º no geral.

A vitória na GTE Am ficou com o trio Allan Simonsen/Christoffer Nygaard/Kristian Poulsen.

A próxima prova do Mundial de Endurance acontece no dia 4 de maio, em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

Final:

1.  P1    Kristensen/Duval/Mcnish Audi 197 voltas
2.  P1    Lotterer/Treluyer/Fassler Audi + 3s462
3.  P1    Davidson/Buemi/Sarrazin Toyota + 1 volta
4.  P1    Wurz/Lapierre Toyota + 1
5.  P1    Prost/Jani/Heidfeld Rebellion Lola-Toyota + 4
6.  P1    Belicchi/Beche/Cheng Rebellion Lola-Toyota + 7
7.  P2    Graves/Pizzonia/Walker Delta-ADR ORECA-Nissan + 13
8.  P2    Pla/Heinemeier Hansson/Brundle  OAK Morgan-Nissan + 14
9.  P2    Dyson/Marsal/Kimber-Smith Greaves Zytek-Nissan + 18
10.  P2    Perez Companc/Minassian/Kaffer Pecom ORECA-Nissan + 18
11.  P2    Baguette/Gonzalez/Plowmann OAK Morgan-Nissan + 18
12.  P2    Imperatori/Howson/Ka To KCMG Morgan-Nissan  + 18
13.  P2    Rusinov/Martin/Conway  Delta-ADR ORECA-Nissan + 21
14.  GTE P Turner/Mucke/Senna Aston Martin + 26
15.  GTE P Kobayashi/Vilander AF Ferrari + 27
16.  GTE P Dalla Lana/Makowiecki/Lamy Aston Martin + 27
17.  GTE P Lieb/Lietz/Dumas Manthey Porsche + 27
18.  GTE P Bruni/Fisichella  AF Ferrari + 27
19.  GTE A Nygaard/Poulsen/Simonsen  Aston Martin + 28
20.  GTE P Bergmeister/Pilet/Bernhard Manthey Porsche + 29
21.  GTE A Bornhauser/Canal/Rees Larbre Corvette + 31
22.  GTE A Potolicchio/Aguas/Peter 8Star Ferrari + 32
23.  GTE A Goethe/Hall/Campbell-Walter  Aston Martin + 32
24.  GTE A Ried/Roda/Ruberti Proton Porsche + 32
25.  GTE A Krohn/Jonsson/Mediani Krohn Ferrari + 33
26.  GTE A Narac/Bourret/Vernay IMSA Porsche + 34
27.  P2    Nicolet/Merlin OAK Morgan-Nissan + 43
28.  GTE A Gerber/Griffin/Cioci AF Ferrari + 58

Abandonos:

P2 Holzer/Kraihamer/Charouz  Lotus-Praga 113 voltas
P1 Leventis/Watts/Kane  Strakka HPD 55
P2 Weeda/Liuzzi/Bouchut Lotus-Praga 44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *