WEC: Declarações oficiais da ACO e da FIA WEC sobre o anúncio de Audi em sua retirada do campeonato

Depois do anúncio de Audi hoje sobre sua retirada do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), os comentários de Pierre Fillon, Presidente do Automóvel Clube de l’Ouest e Gérard Neveu, CEO do Campeonato Mundial FIA Endurance estão abaixo:

Pierre Fillon, Presidente do Automóvel Clube de l’Ouest:

“Foi com emoção que todos nós soubemos esta manhã sobre a decisão da Audi de retirar-se das corridas de resistência. Embora preparado para isso, lamentamos a saída de uma figura importante na corrida de resistência para uma aventura diferente. Presente em Le Mans desde 1999, a empresa alemã tem escrito algumas das páginas mais finas e e fortes nos livros de história para as 24 Horas de Le Mans e, mais recentemente, o WEC. Mais do que um concorrente, a marca com os quatro anéis tem sido um verdadeiro colaborador nos últimos anos para o enorme crescimento das corridas de endurance em todo o mundo”.

“Reduzir os custos para os fabricantes é um foco importante para a ACO, em parceria com a FIA. Além disso, estas duas organizações têm claramente definido o rumo para os próximos anos: permanecer na vanguarda da inovação, oferecendo a melhor plataforma possível para novas tecnologias em preparação para os carros de amanhã”.

“A tecnologia e motores elétricos híbridos já fazem parte de nossas vidas diárias em corridas de resistência. As alterações aos regulamentos técnicos no sentido de poder do hidrogênio-elétrico responde imediatamente às necessidades energéticas desta nova era”.

“Nós saudamos o trabalho realizado pelas equipes Audi Sport e o Team Joest que têm feito um trabalho notável, e um pensamento particular vai para meu amigo Wolfgang Ullrich.

“Um porta fecha-se e, ao mesmo tempo, uma outra abre-se com a chegada já anunciada de outros fabricantes”.

“Para todos os fãs de corridas de resistência e automobilismo, os vejo na próxima semana em Xangai para a penúltima etapa do FIA WEC ,e em 2017 para as 24 Horas de Le Mans.”

Gérard Neveu, CEO do Campeonato Mundial FIA Endurance:

“Nós entendemos esta decisão, embora, obviamente, lamentamos a saída de um  competidor importante no WEC. Audi tem se envolvido em corridas de resistência por 15 anos, e mais particularmente nas cinco primeiras temporadas da FIA World Endurance Championship”.

“Hoje nós temos um pensamento em primeiro lugar para todos na Audi Sport e na Team Joest. Piloto, engenheiros, mecânicos e membros da equipe para quem esta notícia é doloroso. Oferecemos-lhes a nossa admiração e gratidão por suas performances desportivas extraordinárias no WEC desde 2012”.

“O WEC é composta de uma grade de 32 carros, 20 equipes, com quatro categorias e seis fabricantes. No prazo de uma semana, em Xangai, Porsche e Toyota estarão lutando no caminho para o título mundial da LMP1, como Ferrari e Aston Martin disputando o título da GTE.

“Um fabricante está saindo, outros em breve estar chegando. Esta é a vida de um campeonato. “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *