World Series by Renault: Jules Bianchi e Nick Yelloly vencem em Nurburgring

O francês Jules Bianchi (Tech 1) e o inglês Nick Yelloly (Comtec) foram os vencedores da 4ª etapa da temporada, disputada em Nurburgring, na Alemanha.

Prova 1:

No sábado (30/06), Bianchi venceu de ponta a ponta a primeira prova. Foi a primeira vitória de Bianchi na categoria. O suíço Nico Muller (Draco) terminou em 2º, 9s725 atrás de Bianchi. O holandês Robin Frijns (Fortec) completou o pódio.

O francês Arthur Pic (DAMS) terminou em 4º, seguido pelos dinamarqueses Kevin Magnussen (Carlin) e Marco Sorensen (Lotus). Líder do campeonato, o inglês Sam Bird (ISR), foi o 8º. 

Retornando a categoria, no lugar do acidentado neozelandês Richie Stanaway, o brasileiro Cesar Ramos (Lotus), se envolveu em um toque com o colombiano Carlos Huertas (Fortec), na disputa pelo 10º lugar, na penúltima volta.  Ramos continuou na prova, sendo o 12º.

Entre os demais brasileiros Yann Cunha (Pons) terminou em 17º e André Negrão (Draco) na 19ª posição. Lucas Foresti (DAMS) abandonou.

Final, prova 1:

1 – Jules Bianchi – Tech 1 – 27 voltas em 46m55s016

2 – Nico Muller – Draco – 9″725

3 – Robin Frijns – Fortec – 10″468

4 – Arthur Pic – Dams – 11″513

5 – Kevin Magnussen – Carlin – 25″057

6 – Marco Sorensen – Lotus – 28″187

7 – Walter Grubmuller – P1 – 34″083

8 – Sam Bird – ISR – 35″356

9 – Antonio Felix Da Costa – Arden Caterham – 36″257

10 – Will Stevens – Carlin – 42″100

11 – Jake Rosenzweig – ISR – 44″640

12 – Cesar Ramos – Lotus – 50″390

13 – Mikhail Aleshin – RFR – 53″947

14 – Kevin Korjus – Tech 1 – 54″519

15 – Daniil Move – P1 – 55″727

16 – Zoel Amberg – Pons – 1’05″767

17 – Yann Cunha – Pons – 1’06″320

18 – Alexander Rossi – Arden Caterham – 1’06″766

19 – Andre Negrão – Draco – 1’07″585

20 – Anton Nebilitskiy – RFR – 1’09″516

21 – Nikolay Martsenko – BVM Target – 1’26″866

22 – Giovanni Venturini – BVM Target – 1’43″548

Volta mais rápida: Jules Bianchi 1’43″515

Abandonos:

Vittorio Ghirelli – Comtec – 11 voltas

Lucas Foresti – Dams – 11 voltas

Nick Yelloly – Comtec – 19 voltas

Carlos Huertas – Fortec – 26 voltas

Prova 2:

Neste domingo (1º/07), Yelloly venceu pela segunda vez no ano, aproveitando as mudanças no tempo. No final da primeira volta, quando os primeiros pingos de chuva começaram a cair, Yelloly tinha ganhado sete posições (de 14º no grid para 7º) e foi um dos que ficou na pista, sem entrar nos boxes e trocar os pneus para os de chuva.

Quando a chuva parou, a maioria dos ponteiros voltou aos boxes, para colocar pneus slicks. Sorensen e Yelloly permaneceram na pista, assumindo o comando da prova. Quando o dinamarquês foi para os boxes, a chuva voltou. 

Yelloly então entrou nos boxes, colocando pneus de chuva, enquanto Sorensen retornava aos pits, para outra troca de pneus (trocando para os de chuva).

O inglês assumiu a ponta, com quase meio segundo de vantagem sobre Sorensen, que tinha que se defender dos ataques de Negrão (que também fez apenas uma parada após a segunda chuva).

Com a asa dianteira danificada, Negrão começou a perder rendimento, passando então a se defender da dupla da ISR, o norte-americano Jake Rosenzweig e Bird. O brasileiro conseguiu manter a posição até o final, conquistando o seu melhor resultado na categoria.

Bird foi o 4º, após Rosenzweig escapara da pista na volta final. Frijns e o russo Mikhail Aleshin (RFR) fecharam os seis primeiros.

Foresti terminou em 11º. Ramos e Cunha abandonaram na volta inicial, após um acidente. Huertas fechou a porta de Cunha na última curva, com o brasileiro acertando a traseira do colombiano, e decolando. Na queda Cunha acertou o carro de Ramos. 

Vencedor da prova de sábado, Bianchi escorregou no começo da prova. Chegou em 12º.

Bird e Frijns dividem a liderança do campeonato com 86 pontos. Negrão, com 20, é o 13º.

A próxima etapa acontece nas ruas de Moscou, na Rússia, entre os dias 14 e 15 de julho. 

Final, prova 2:

1 – Nick Yelloly – Comtec – 21 voltas em 46m27s491

2 – Marco Sorensen – Lotus – 27″123

3 – Andre Negrão – Draco – 30″076

4 – Sam Bird – ISR – 31″088

5 – Robin Frijns – Fortec – 34″593

6 – Mikhail Aleshin – RFR – 48″087

7 – Daniil Move – P1 – 49″463

8 – Kevin Magnussen – Carlin – 53″218

9 – Alexander Rossi – Arden Caterham – 1’00″540

10 – Antonio Felix Da Costa – Arden Caterham – 1’01″223

11 – Lucas Foresti – Dams – 1’22″090

12 – Jules Bianchi – Tech 1 – 1’27″105

13 – Will Stevens – Carlin – 1’32″809

14 – Giovanni Venturini – BVM Target – 1’36″536

15 – Walter Grubmuller – P1 – 1’38″609

16 – Anton Nebilitskiy – RFR – 1’56″650

17 – Jake Rosenzweig – ISR – 1 giro

18 – Zoel Amberg – Pons – 1 giro

Volta mais rápida: Mikhail Aleshin 1’49″794

Abandonos:

Yann Cunha – Pons – 0 voltas

Cesar Ramos – Lotus – 0 voltas

Carlos Huertas – Fortec – 0 volta

Vittorio Ghirelli – Comtec – 2 voltas

Kevin Korjus – Tech 1 – 5 voltas

Nikolay Martsenko – BVM Target – 9 voltas

Arthur Pic – Dams – 12 voltas

Nico Muller – Draco – 13 voltas

Campeonato:

1.Bird, Frijns 86; 3.Yelloly 76; 4.Sorensen 71; 5.Bianchi 61; 6.Magnussen 57; 7.Muller 50; 8.Pic, Rossi 27, Korjus 24.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *