World Series by Renault: Stoffel Vandoorne e Antonio Felix Da Costa vencem em Monza

O belga Stoffel Vandoorne (Fortec) e o português Antonio Félix Da Costa (Arden Caterham) foram os vencedores da primeira etapa da temporada, disputada em Monza, na Itália. Dos quatro brasileiros inscritos na prova, o melhor resultado foi o sétimo lugar de Pietro Fantin (Arden Caterham) na segunda prova.

No sábado (06/04), Vandoorne se tornou o primeiro piloto a marcar a pole-position e vencer em sua estreia na categoria. O dinamarquês Kevin Magnussen (Dams) e o suíço Christopher Zanella (ISR) completaram o pódio.

Ao marcar a pole-position na manhã de sábado (quando a pista estava parte molhada/parte seca), Vandoorne manteve a ponta na largada, com pista seca. Logo atrás, na primeira chicane, uma confusão envolveu meia dúzia de carros, entre eles o do russo Sergey Sirotkin (ISR), que alinhou em segundo e dos brasileiros Yann Cunha (AV Formula) e Lucas Foresti (Comtec). O russo Nikolay Martsenko (Pons) e o britânico Will Stevens (P1 Motorsport) passaram a duelar pela segunda posição, até se enroscarem na primeira chicane. Isso permitiu Da Costa assumir a segunda posição. Contudo com um pneu furado, o português abandonou.

Vandoorne recebeu a bandeirada com tranquilos sete segundos de vantagem sobre Magnussen. Zanella fechou o pódio.

O britânico Oliver Webb (Fortec) terminou em quarto, seguido pelo holandês Nigel Melker (Tech 1) e o francês Arthur Pic (AV Formula).

André Negrão (Draco) foi o único brasileiro que recebeu a bandeirada, em 11º, uma posição acima da zona de pontos. Fantin abandonou na 23ª volta.

Neste domingo (07/04), Da Costa venceu a segunda prova. Foi a sua quinta vitória na categoria. Magnussen e Vandoorne completaram o pódio.

No treino classificatório, disputado na manhã de hoje, Da Costa marcou a pole, seguido por Vandoorne e Magnussen.

Na largada, Vandoorne superou Da Costa na primeira chicane. Contudo, tentando defender a posição, o belga cortou a chicane do final da reta dos boxes, permitindo Da Costa reassumir a ponta na segunda volta.  Magnussen aproveitou o erro do piloto da Fortec, para assumir a segunda posição, indo para cima de Da Costa.

Da Costa saiu da pista na curva Segunda de Lesmo, mas não perdeu a posição para Magnussen. Na curva Parabólica, o dinamarquês fez a ultrapassagem, mas a liderança durou pouco. Na primeira curva, Da Costa reassumiu a primeira posição.

A disputa entre Da Costa e Magnussen continuou no restante da prova, com Vandoorne se afastando dos dois. Com um pedaço da asa dianteira se soltando, Magnussen tirou o pé nas duas voltas finais, com Da Costa recebendo a bandeirada com 2s7 de vantagem. Vandoorne foi o terceiro.

Pic fez uma grande prova, terminando em quarto, após largar da 16 ª posição. O suíço Nico Muller (Draco) e o francês Norman Nato (Dams) fecharam os seis primeiros.

Fantin terminou em sétimo, Negrão na 13ª posição e Cunha na 15ª. Foresti abandonou na volta inicial.

Vandoorne, que faz parte do programa de desenvolvimento da Red Bull, lidera o campeonato com 40 pontos, Pilotos do programa de desenvolvimento da McLaren, Magnussen, com 36 e Da Costa, com 25, vem a seguir. Fantin é o 10º com seis pontos.

A próxima etapa acontece nos dias 27 e 28 de abril, em Motorland Aragón, na Espanha.

Final, prova 1, sábado 06 de abril:

1 – Stoffel Vandoorne – Fortec – 29 voltas em 46’48″474
2 – Kevin Magnussen – Dams – 7″053
3 – Christopher Zanella – ISR – 8″596
4 – Oliver Webb – Fortec – 8″991
5 – Nigel Melker – Tech 1 – 16″461
6 – Arthur Pic – AV Formula – 17″087
7 – Jazeman Jaafar – Carlin – 17″838
8 – Mihai Marinescu – Zeta – 18″474
9 – Matias Laine – P1 Motorsport – 19″932
10 – Norman Nato – Dams – 25″456
11 – Andre Negrão – Draco – 29″408
12 – Zoel Amberg – Pons – 38″137
13 – Nico Muller – Draco – 38″144
14 – Marlon Stockinger – Lotus – 38″988
15 – Mikhail Aleshin – Tech 1 – 45″247
16 – Carlos Huertas – Carlin – 45″650
17 – Emmanuel Piget – Zeta – 49″859
18 – Will Stevens – P1 Motorsport – 56″310
19 – Marco Sorensen – Lotus – 1 volta

Volta mais rápida: Will Stevens 1’34″899

Abandonos:
Yann Cunha – AV Formula – 0 volta
Daniil Move – Comtec – 0 volta
Sergey Sirotkin – ISR – 1 volta
Lucas Foresti – Comtec – 1 volta
Nikolay Martsenko – Pons – 6 voltas
Antonio Felix Da Costa – Arden Caterham – 13 voltas
Pietro Fantin – Arden Caterham – 23 voltas

Final, prova 2, domingo 07 de abril:

1 – Antonio Felix Da Costa – Arden Caterham – 29 voltas em 46’24″405
2 – Kevin Magnussen – Dams – 2″767
3 – Stoffel Vandoorne – Fortec – 5″922
4 – Arthur Pic – AV Formula – 11″600
5 – Nico Muller – Draco – 16″805
6 – Norman Nato – Dams – 28″467
7 – Pietro Fantin – Arden Caterham – 29″106
8 – Christopher Zanella – ISR – 37″524
9 – Oliver Webb – Fortec – 41″314
10 – Mihai Marinescu – Zeta – 51″737
11 – Nigel Melker – Tech 1 – 52″018
12 – Marlon Stockinger – Lotus – 52″250
13 – Andre Negrão – Draco – 52″921
14 – Mikhail Aleshin – Tech 1 – 1’01″439 **
15 – Yann Cunha – AV Formula – 1’06″629
16 – Carlos Huertas – Carlin – 1’09″426
17 – Emmanuel Piget – Zeta – 1’11″811
18 – Marco Sorensen – Lotus – 1 volta
19 – Sergey Sirotkin – ISR – 3 voltas
20 – Zoel Amberg – Pons – 3 voltas
*Punido com dez segundos
Volta mais rápida: Arthur Pic 1’34″934

Abandonos:

Matias Laine – P1 Motorsport – 0 volta
Lucas Foresti – Comtec – 0 volta
Jazeman Jaafar – Carlin – 6 voltas
Nikolay Martsenko – Pons – 17 voltas
Will Stevens – P1 Motorsport – 17 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *