World Series Renault 3.5: Negrão testa debaixo de chuva

Brasileiro se destacou no teste realizado em Barcelona

Chuva e fortes ventos marcaram o primeiro contato de André Negrão com um carro da Fórmula Renault 3.5, uma das categorias que o brasileiro está considerando para disputar em sua segunda temporada no automobilismo internacional. No teste realizado hoje no Circuito da Catalunha, localizado na zona noroeste da capital da Catalunha, Negrão mostrou mais uma vez sua habilidade em pista molhada ao marcar o décimo tempo na sessão matinal, realizada sob forte chuvas praticamente durante toda sua duração. No treino da tarde, em pista seca, o piloto do Team Novac Sports não pode aproveitar seu jogo de pneus slick: em sua volta rápida o treino foi interrompido por uma bandeira vermelha, o que deixou o piloto de Campinas como o décimo concorrente mais rápido entre os estreantes na categoria. Emocionado com a oportunidade de pilotar um carro com desempenho muito mais próximo ao de um F1, Deco Negrão volta a treinar amanhã e está otimista em melhorar seu rendimento:

“Não dá para descrever direito a emoção de acelerar um carro de 425 HP cavalos em pista molhada, é simplesmente impressionante. Tenho certeza que amanhã poderei aproveitar melhor essa cavalaria: além de já ter uma idéia melhor desse monoposto também vou corrigir meu banco, que ficou um pouco baixo.”

O teste realizado hoje reuniu 22 pilotos, vários deles com larga experiência na categoria e que se preparam para disputar sua segunda temporada na F-Renault 3.5, categoria que utiliza um chassi Dallara impulsionado por um motor V6 baseado no bloco que equipa o Nissan 350Z, um dos esportivos de alta produção mais cobiçados dos mundo. O chassi explora bastante a aerodinâmica e chega a gerar 1,2 tonelada de pressão aerodinâmica a 220 km/h.

“Isso é incrível, no seco dá para frear praticamente dentro da curva”, comentou Negrão, que também elogiou a caixa de marchas seqüencial de seis velocidades. O brasileiro é um dos três pilotos que está testando pela equipe International Draco Racing, junto com o monegasco Stephane Richelmi e o holandês Daniel de Jong – seu adversário na F-Renault 2.0 este ano -, que deve pilotar amanhã .

Os tempos de hoje:

1) Adrian Quaife-Hobbs (Inglaterra), Comtec Racing, 1m33s595
2) Alexander Rossi (EUA), ISR, 1m22s660
3) Robert Wickens (Canadá), Fortec Motorsport, 1m33s770
4) Walter Grubmüller (Áustria), P1 Motorsport, 1m34s069 (*)
5) Julian Leal (Colômbia), ISR, 1m34s206 (*)
6) Brendon Hartley (Nova Zelândia), P1 Motorsport, 1m34s473 (*)
7) Arthur Pic (França), Tech 1 Racing, 1m34s524
8) Albert Costa (Espanha) Epsilon Euskadi, 1m34s625 (*)
9) Giovanni Venturini (Itália), Epsilon Euskadi, 1m34s822
10) Nelson Panciatici (França), KMP Racing, 1m34s827 (*)
11) Anton Nebylitskiy (Rússia), KMP Racing, 1m34s881 (*)
12) Stefano Richelmi (Mônaco), Internacional Draco Racing, 1m34s925
13) Mirko Bortolotti (Itália), BVM Target, 1m35s062
14) Max Chilton (Inglaterra), Carlin, 1m35s211
15) Jazeman Jaafar (Malásia) , Carlin, 1m35s331
16) Daniel Zampieri (Itália), BVM Target, 1m35s462 (*)
17) Ivan Lukashevich (Rússia), Junior Lotus Racing, 1m35s816
18) André Negrão (Brasil), Novac Sports/IDR, 1m35s934
19) Will Stevens (Inglaterra), Comtec Racing, 1m35s218
20) Daniel McKenzie (Canadá) Fortec Motorsport, 1m36s453
21) Jean Eric Vergne (França) Tech 1 Racing, 1m36s774
22) Pierre Thiriet (França), Junior Lotus Racing, 1m38s271

(*) – Indica piloto que disputou a temporada 2010 da F-Renault 3.5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *