WTCC: Mundial de Carros de Turismo entra na pista de Curitiba


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Teste de 30 minutos abre a programação da rodada dupla brasileira nesta sexta-feira

Uma sessão de teste coletivo de 30 minutos abrirá nesta sexta-feira a programação da etapa brasileira do WTCC – Mundial de Carros de Turismo no Autódromo Internacional de Curitiba-Pinhais. Será a única atividade de pista do dia e encerrará um hiato de 40 dias depois da passagem da categoria pelo circuito português de Portimão. Os treinos livres e a tomada classificatória estão marcados para sábado.

Nesta sexta-feira, poucos pilotos deixaram de passar pelo autódromo, talvez ainda afugentados pelas baixas temperaturas – a máxima não chegou a 20 graus – apesar do dia ensolarado e sem nuvens na capital paranaense. Entre os astros do WTCC que bateram o ponto nos boxes estiveram o bicampeão e atual líder Yvan Muller, o italiano Gabriele Tarquini, o holandês Tom Coronel e o húngaro Norbert Michelisz. Coronel corre com um BMW e é o quarto colocado no campeonato, atrás do trio do Chevrolet Cruze comandado por Muller e completado por Rob Huff e Alain Menu. Michelisz foi um dos poucos pilotos que superou o domínio do Cruze – vencedor de 11 das 14 etapas já disputadas – ao ganhar uma corrida “em casa” no circuito de Hungaroring.

Com perspectiva de tempo firme ao longo do fim de semana, os treinos iniciais já devem começar a fornecer as primeiras informações sobre a pista para as equipes. Na verdade, depois de seis visitas anteriores a Curitiba, o traçado não se constitui em mistério para engenheiros e pilotos. Apesar do sistema de compensação de pesos utilizado pela categoria, que coloca ou retira lastro dos carros dependendo dos melhores tempos de volta das provas anteriores, ninguém espera nada menos que a confirmação do favoritismo do Cruze. As vitórias de 2011, com o inglês Huff e o suíço Menu, são apenas um indicativo a mais.

Nos bastidores, fontes da organização informaram que um esboço do calendário de 2013 deverá ser divulgado na primeira semana de setembro. O número de datas poderá ser ampliado de 12 para 13 por causa do otimismo em relação à inclusão da Moscou Raceway, pista inaugurada pela World Series by Renault na semana passada. Com possibilidades bem mais reduzidas, Sentul (Indonésia) corre por fora. Apesar da decisão da Chevrolet de se retirar da série no fim do campeonato, a organização acha que o impacto será reduzido com o ingresso do time oficial da Honda e da Lada. A SEAT se manterá na categoria e poderá até reforçar a participação via equipe de fábrica.

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *