WTCC: SEAT, com Yvan Muller e Gabriele Tarquini, domina provas em Curitiba

A espanhola SEAT dominou a rodada dupla de abertura do WTCC, o Campeonato Mundial de Carros de Turismo, neste domingo (02/03), em Curitiba, no Brasil. O francês Yvan Muller, depois de sair na pole-position, venceu a primeira prova com o italiano Gabriele Tarquini, faturando a segunda prova.

Com o SEAT Leon TDI, movido a diesel Muller liderou todas as dezesseis voltas da primeira prova do ano, com seu companheiro de equipe, o sueco Rickard Rydell, em 2º, menos de um segundo atrás. Mesmo com a pequena diferença Muller não foi incomodado por Rydell em nenhum momento da prova. O sueco apenas escoltou o parceiro de equipe. O brasileiro Augusto Farfus Júnior, de BMW 320si, completou o pódio.


Largando da 3º posição Farfus não teve um prova fácil. Na saída o brasileiro deu um passeio pela grama, perdendo duas posições. Recuperou uma posição ao superar o companheiro de equipe, o alemão Jörg Müller. Pouco depois, na 4º volta, o safety-car entrou na pista, para retirar o Chevrolet Lacetti do suíço Alain Menu, que havia se envolvido em um toque com espanhol Jordi Gené, de SEAT Leon TDI e o italiano Nicola Larini, seu parceiro de equipe, duas voltas entes. Na 7º volta o outro carro da Chevrolet, com o inglês Robert Huff, também abandonou.


Na relargada Farfus passou Tarquini, indo para cima de Rydell. Mesmo pressionando o sueco nas curvas de baixa e média, Farfus perdia o tempo ganho na reta do autódromo, de 980 metros. No final da prova Jörg Müller tentou recuperar a posição perdida para Farfus, cruzando a linha de chegada apenas 0s278 atrás do curitibano. O tri-campeão, o inglês Andy Priaulx, de BMW 320si, terminou em 5º, marcando a volta mais rápida da prova. O italiano Alessandro Zanardi, um dos ídolos da categoria, terminou apenas em 16º lugar, com sua BMW 320 si adaptada.


Depois de prova, Gené foi punido com um drive-through, tendo 30 segundos acrescidos ao seu tempo final, caindo da 7º posição para a 13º. Ele foi considerado culpado pelo acidente com Menu. O espanhol também perdeu dez posições no grid da primeira prova da etapa do México, a próxima do calendário. A pole-position passou para o holandês Tom Coronel, de SEAT Leon, oitavo colocado na prova.


O belga Pierre Yves Corthals, de SEAT Leon, também foi punido com o acréscimo de 30 segundos em seu tempo final, ao ser considerado culpado por um acidente com o mexicano Sergio Hernández, de BMW 320si.  Corthals caiu de 10º para o 14º lugar, perdendo a vitória entre os independentes para o holandês Olivier Tielemans, de BMW 320si.


Completando 46 anos neste domingo, Tarquini, ex-piloto de F-1 na década de oitenta, venceu a segunda prova, com Priaulx em 2º, 0s327 atrás. O espanhol Felix Porteiro surpreendeu ao terminar em 3º, com BMW 320si.


Logo na largada Tarquini assumiu a liderança com o pole-position Coronel, caindo para 4º lugar. O italiano liderou todas as 14 voltas da corrida. Jörg Müller foi o 4º, seguido por Yvan Muller e Farfus fechando os seis melhores.


A Chevrolet fechou o domingo, para se esquecer, com o melhor carro, de Menu, na 10º posição. Logo na largada ele bateu com o companheiro Huff, que abandonou a prova.


Com a 14º posição geral, Tielemans venceu novamente entre os independentes. Depois da prova, Hernández, segundo colocado entre os independentes, levou uma multa cinco mil Euros. O mexicano foi acusado de agressão física, no pit lane. Os comissários da prova receberam um comunicado com uma queixa do diretor de prova, e concordaram que o piloto havia infringido o artigo 151.c do regulamento desportivo.


Às 18h50 minutos os comissários técnicos da prova anunciaram que Augusto Farfus Júnior havia sido desclassificado da primeira prova, devido a irregularidades em seu BMW 320si. suporte em “V” da fixação da proteção do motor de seu BMW 320si estava fora do regulamento – artigo 263 do apêndice J 2008. O brasileiro perdeu o 3º lugar na etapa e os seis pontos conquistados. A equipe poderá recorrer da punição.


Yvan Muller e Tarquini lideram o mundial com 14 pontos.. Priaulx, em 3º, soma 13 pontos. Farfus, com 3, é o 7º.
A próxima rodada dupla, em Puebla, no México, acontece no dia 06 de abril.


Final, prova 1:


1 – Yvan Muller (Seat Leon TDI) – Seat – 16 voltas em 23’47″024
2 – Rickard Rydell (Seat Leon TDI) – Seat – 0″763
3 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 1″512
4 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 6″747
5 – Gabriele Tarquini (Seat Leon TDI) – Seat – 8″247
6 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Ravaglia – 15″564
7 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 16″334
8 – Olivier Tielemans (BMW 320si) – Wiechens – 22″871
9 – Stefano D’Aste (BMW 320si) – Proteam – 25″886
10 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 30″859
11 – Jordi Gené (Seat Leon TDI) – Seat – 38″710
12 – Andrey Romanov (BMW 320si) – Engstler – 46″658
13 – Pierre Yves Corthals (Seat Leon) – Exagon – 48″035
14 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Proteam – 1 volta
15 – Alex Zanardi (BMW 320si) – Ravaglia – 1 volta
16 – Ibrahim Okyay (BMW 320si) – Burason – 1 volta
17 – Tiago Monteiro (Seat Leon TDI) – Seat – 3 volta



Volta mais rápida: Andy Priaulx 1’25″100


Abandonos:


Robert Huff (Chevrolet Lacetti) – RML 7 voltas
Nicola Larini (Chevrolet Lacetti) – RML 2 voltas
Alain Menu (Chevrolet Lacetti) – RML 2 voltas


Desclassificado:


Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 1″234


Final, prova 2:


1 – Gabriele Tarquini (Seat Leon TDI) – Seat – 14 voltas em 20mn06s577
2 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 0″327
3 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Ravaglia – 1″202
4 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 1″745
5 – Yvan Muller (Seat Leon TDI) – Seat – 5″045
6 – Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 5″360
7 – Rickard Rydell (Seat Leon TDI) – Seat – 6″306
8 – Jordi Gené (Seat Leon TDI) – Seat – 7″637
9 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 13″536
10 – Alain Menu (Chevrolet Lacetti) – RML – 17″262
11 – Alex Zanardi (BMW 320si) – Ravaglia – 17″693
12 – Nicola Larini (Chevrolet Lacetti) – RML – 17″901
13 – Tiago Monteiro (Seat Leon TDI) – Seat – 18″597
14 – Olivier Tielemans (BMW 320si) – Wiechens – 18″822
15 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Proteam – 19″242
16 – Stefano D’Aste (BMW 320si) – Proteam – 20″272
17 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 21″476
18 – Pierre Yves Corthals (BMW 320si) – Exagon – 24″229
19 – Andrey Romanov (BMW 320si) – Engstler – 41″445
20 – Ibrahim Okyay (BMW 320si) – Burasov – 1’06″433


Volta mais rápida: Farfus, 1:24.959


Abandono:


Robert Huff (Chevrolet Lacetti) – RML 1 volta


Campeonato:


1 – Yvan Muller e Gabriele Tarquini, 14 pontos;
3 – Andy Priaulx, 13
4 – Jörg Müller, 11
5 – Rickard Rydell, 10
6 – Félix Porteiro, 9
7 – Augusto Farfus, 3
8 – Tom Coronel, 2
9 – Jordi Gené e Olivier Tielemans, 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *