1000 GP: Diego Faustino vence a 2a corrida da GP 1000 na etapa de Curitiba

O paranaense Diego Faustino venceu agora à tarde a segunda corrida da categoria GP 1000, no Autódromo Internacional de Curitiba. A corrida foi marcada por uma série de quedas entre os pilotos que disputavam as primeiras posições. Alan Douglas chegou em segundo e Murilo Colatreli completou o pódio, em terceiro.

Com a vitória, além de reduzir a diferença para Alan Douglas na disputa direta pelo título da categoria, Diego Faustino também se recuperou do resultado ruim da corrida de sábado. Ontem, ele perdeu a liderança e mais duas posições na última volta, caindo de 1º. para 4º. lugar na prova.

Logo na largada Faustino foi superado por Marco Brunheroto (#77), vencedor da corrida de ontem. Mas Faustino continuou acelerando forte e recuperou a ponta logo na segunda volta.

A corrida, que prometia muita disputa, já que os seis primeiros colocados viraram tempos muito próximos durante todo o fim de semana, começou a se definir logo nas voltas iniciais por uma série de quedas. Ao contrário da GP Light, que correu sob chuva intensa, a GP 1000 entrou na pista molhada, mas sem chuva. Em alguns trechos a pista estava apenas úmida e a diferença na aderência foi determinante para os pilotos, que faziam conduções mais agressivas.

Cidalgo Chinasso, por exemplo, foi o piloto mais rápido em todos os treinos. Teve problemas no segundo treino de classificação, que define o grid e nem disputou a primeira corrida. Para a corrida de hoje, largou bem e já estava em quarto lugar, ainda na primeira volta, quando caiu e deixou a prova.

Na terceira volta da prova foi a vez do ganhador da prova de ontem cair. Marco Brunheroto perdeu o controle da moto ao atacar uma curva quando estava em segundo lugar. Ainda conseguiu se levantar, dar partida na moto e voltar para a pista e fazer uma corrida de recuperação. Beneficiado por outras quedas, ainda chegou em quarto lugar.

Na quinta volta quem encontrou o chão foi o piloto Ricieri Luvizotto, convidado da organização. Ele é o mais jovem piloto do Moto 1000 GP e correu pela primeira vez com uma moto de 1000cc. Na mesma volta também caiu Rafael Paschoalin, que disputava as primeiras posições e sempre esteve entre os mais rápidos da etapa. Paschoalin foi o terceiro na prova de ontem.

Lá na frente, Diego Faustino passou a virar rápido e abriu larga vantagem. A volta mais rápida da prova foi dele, na 8ª. passagem, quando virou em 1´30´´118. A partir do terço final da corrida Diego Faustino apenas administrou, sem ser ameaçado, até cruzar a linha de chegada. Da mesma forma, Alan Douglas estava tranqüilo na segunda colocação e Murilo Colatreli, em terceiro. Este ainda chegou a ser atacado nas voltas finais por Brunheroto, mas conseguiu manter a posição sem maiores problemas.

Durante a coletiva com a imprensa, Diego Faustino lembrou da corrida de sábado para dizer o quanto estava concentrado para não errar e conseguir a vitória. “A falha na corrida de ontem, que me tirou a vitória, foi uma lição. Aprendi com aquele erro para vencer hoje. O campeonato está difícil, mas a vitória foi importante. Agora é focar em vencer as corridas no Rio. E estou muito focado”.

Seu concorrente direto na prova e no campeonato, Alan Douglas explicou que optou por uma corrida mais conservadora. “Fui de muita cautela, a pista estava lisa. Pensei no campeonato, que ainda não está definido e é importante a constância nos resultados. Tomara que faça sol no Rio”, disse.

O terceiro colocado, Murilo Colatreli, comemorou o resultado. “Andei melhor que na corrida de ontem. Forcei um pouco no warm up e já me senti mais seguro. Na corrida me senti mais confortável. O terceiro lugar está muito bom. Só tenho a agradecer à organização do evento e ao meu preparador Márcio Macedo Costa, da Mototech. E já aviso que estarei no Rio”.

CONFIRA O RESULTADO DA GP 1000

1º. – (#72) – Diego Faustino (PR) – 26:04.384
2º. – (#78) – Alan. Douglas (SP) – a 15.987 do líder
3 º. – (#74) – Murilo Colatreli (SP) – a 39.723
4 º. – (#77) – Marco Brunheroto (SP) – a 41.120
5 º. – (#60) – Osmar Gonçalves (SP) – a 1:06.549
6 º. – (#71) – Jaime Cristobal (SP) – a 1:09.127
7 º. – (#42) – Marcos Salles (PR) – a 1 volta
8 º. – (#2) – Elson Tenebra Otero (SP) a 1 volta
9 º. – (#21) – Ricieri Luvizotto (SP) a 12 voltas
10 º. – (#113) – Rafael Paschoalin (SP) a 12 voltas
11 º. – (#11) – Cidalgo Chinasso (PR) a 16 voltas
12 º. – (#0) – Gilberto da Silva Junior (PR) – não terminou
13 º. – (#9) – Juãozinho Simon (SP) – não terminou

Melhor Volta : Diego Faustino – 1:30.113 – média de 147.615 Km/h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *