A1GP: Irlanda e Portugal vencem em Chengdu

A Irlanda, com Adam Carroll, e Portugal, com Filipe Albuquerque, venceram neste domingo (09/11), as duas provas da 2ª rodada dupla da temporada, em Chengdu, na China. Carroll venceu a Sprint Race, com Albuquerque faturando a Feature Race.

Carroll venceu a Sprint Race, seguido pela Holanda, com o estreante Robert Doornbos. Outro estreante, o britânico Danny Watts, completou o pódio.


O irlandês, saindo da pole-position, foi pressionado por Doornbos na primeira curva, mantendo a primeira posição no final da volta inicial, com quase um segundo de vantagem sobre o ex-piloto de F-1. Watts superou o suíço Neel Jani, indo para a 3ª posição.


Carroll foi abrindo vantagem para Doornbos. Com os dois primeiros disparados na frente, a luta pela terceira posição, entre a Grã-Bretanha e Suíça, prendeu a atenção do público. Nas duas voltas finais Jani tentou ultrapassar Watts, sem sucesso. O britânico recebeu a bandeirada com apenas 0s258 de frente para o experiente Jani, que levou a Suíça ao título da temporada passada.


A África do Sul, com Adrian Zaugg, terminou em 5º, seguido por Albuquerque. A Nova Zelândia, com Chris van der Drift e a França, com Nicolas Prost, fecharam os oito que pontuam na prova curta.


Com problemas elétricos no carro, o Brasil, com Felipe Guimarães, abandonou na 14ª volta. O piloto perdeu quatro voltas nos boxes, com a equipe tentando consertar o problema.


Carroll levou o ponto extra pela melhor volta da prova, 1m16s084 na 16ª volta.


Albuquerque deu a Portugal a sua primeira vitória na categoria, ao vencer a Feature Racing, depois de uma intensa luta com Carroll nas voltas finais. Watts, após sair na pole-position, foi novamente terceiro.


Na largada Albuquerque ultrapassou Carroll, com Watts mantendo a primeira posição. Doornbos ficou parado no grid, sendo levado aos boxes, retornando a pista na 2ª volta. O Safety-Car foi acionado por uma volta.


Na 8ª volta um pedaço de plástico ficou preso na parte de frente do carro brasileiro, que começou a perder rendimento.
As equipes começaram a ir aos boxes, para o primeiro pit stop obrigatório. A Grã-Bretanha fez a sua parada na 9ª volta. Albuquerque parou duas voltas depois, assumindo a liderança da prova no retorno à pista.


Por excesso de velocidade nos pits, o Brasil recebeu um drive-through, entrando nos boxes na 14ª volta. Novamente com problemas elétricos, Guimarães abandonou.


Com todas as paradas feitas, Portugal liderava seguido pela Grã-Bretanha, Irlanda e Suíça. Na 25ª volta, Portugal fez o seu segundo pit stop, seguida pela Grã-Bretanha, que perdeu a posição para a Irlanda, após a parada de Carroll, uma volta depois.


O italiano Edoardo Piscopo rodou na 32ª volta, ficando parado entre as curvas 12 e 13. As disputas pelas posições eram intensas, com a Malásia ultrapassando a Austrália, assumindo a 5ª posição, na 34ªº volta. Três voltas depois, o francês Nicolas Prost tentou superar o australiano John Martin, perdendo o controle do carro e ficando preso na brita. Prost abandonou trazendo o Safet-Car novamente para a corrida.


A prova recomeçou na 43ª volta, com Carroll pressionando Albuquerque pela primeira posição. Com a diferença de menos de um segundo entre eles, Carroll quase conseguiu a ultrapassagem, na 48ª volta.


Albuquerque recebeu a bandeirada com apenas 0s571 de vantagem para Watts. Jani foi 3º, seguido pelo malaio Fairuz Fauzy. A Austrália terminou em 6º, com o monegasco Clivio Piccione, na 7ª posição. Marco Andretti deu aos EUA seus primeiros pontos no campeonato, com o 8º lugar. A África do Sul e a índia, com o ex-F-1 Narain Karthikeyan, completaram a zona de pontos, que na prova longa vai até o 10º lugar.


Doornbos marcou a melhor volta da prova, com 1m15s212.


A Malásia lidera o campeonato com 28 pontos. A Irlanda e a França, com 23 pontos, estão na vice-liderança.


A próxima etapa acontece no dia 23 de novembro, em Sepang, na Malásia.


Final, Sprint Race:


1 IRLANDA  Adam CARROLL 18 voltas em 22m58s470 
2 HOLANDA  Robert DOORNBOS a 2.037
3 GRÃ-BRETANHA  Danny WATTS a 14.361
4 SUIÇA  Neel JANI a 14.619
5 ÁFRICA  Adrian ZAUGG a  20.108
6 PORTUGAL  Filipe ALBUQUERQUE a 20.475
7 NOVA ZELÂNDIA  Chris VAN DER DRIFT a 27.224
8 FRANÇA  Nicolas PROST a 27.923
9 MÔNACO  Clivio PICCIONE a 30.378
10 ÍNDIA  Narain KARTHIKEYAN a 32.268
11 AUSTRÁLIA  John MARTIN a 33.198
12 LÍBANO  Daniel MORAD a 34.293
13 MALÁSIA  Fairuz FAUZY a 34.655
14 ITÁLIA  Edoardo PISCOPO a 36.541
15 EUA  Marco ANDRETTI a 38.102
16 MÈXICO  David GARZA a 42.511
17 CHINA  Ho Pin TUNG a 49.611
18 INDONÉSIA  Satrio HERMANTO a 1:04.128
19 CORÉIA DO SUL  Jin Woo HWANG a 1:06.171
20 BRASIL  Felipe GUIMARAES a 4 voltas
 


Volta mais rápida: Irlanda (1m16s084) a 157.6 km p/h na 17ª volta.


Final, Feature Race:
 
1 PORTUGAL  Filipe ALBUQUERQUE 51 voltas em 1h11m23s79
2 IRLANDA  Adam CARROLL a 0.571
3 GRÃ-BRETANHA  Danny WATTS a 4.802
4 SUIÇA  Neel JANI  a 7.157
5 MALÁSIA  Fairuz FAUZY  a 13.302
6 AUSTRÁLIA  John MARTIN a 15.544
7 MÔNACO  Clivio PICCIONE a 16.236
8 EUA  Marco ANDRETTI a 16.69
9 ÁFRICA DO SUL Adrian ZAUGG a 18.03
10 ÍNDIA  Narain KARTHIKEYAN a 18.759
11 NOVA ZELÂNDIA Chris VAN DER DRIFT a 19.675
12 CHINA  Ho Pin TUNG a 20.126
13 LÍBANO  Daniel MORAD a 22.58
14 INDONÉSIA  Satrio HERMANTO a 31.285
15 MÉXICO  David GARZA a 1 volta
16 HOLANDA  Robert DOORNBOS a 1 volta
17 CORÉIA DO SUL  Jin Woo HWANG a 1 volta
18 FRANÇA  Nicolas PROST a 14 voltas
19 ITÁLIA  Edoardo PISCOPO a 21 voltas
20 BRASIL  Felipe GUIMARAES a 38 voltas
 


Volta mais rápida: Holanda (1m15s212) a 159.4 km p/h na 33ª volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *