ALMS: Melo termina em 2º e reduz vantagem dos líderes na Classe GT2

Último no grid, Melo termina em 2º e diminui vantagem dos líderes da American Le Mans

Brasileiro mantém chances matemáticas de conquista do segundo título na classe GT2 e foca o trabalho na disputa da Petit Le Mans.

Jaime Melo deixou o Mosport International Raceway na noite de domingo (30) extremamente satisfeito com o resultado do fim de semana de trabalho pela Risi Competizione na American Le Mans Series. O piloto brasileiro e seu parceiro alemão Pierre Kaffer conquistaram o segundo lugar da classe GT2 na oitava etapa e reduziram sua desvantagem em relação ao alemão Jörg Bergmeister e o norte-americano Patrick Long, lideres, que ficaram em quinto.

O último lugar no grid, decorrência de um acidente nos treinos livres que impediu Melo de participar da tomada de tempos classificatória, lançou-o a uma estratégia agressiva no primeiro turno de pilotagem. “Eu sabia que tinha, para esta pista, um carro bem competitivo. A nossa chance seria partir para cima no início e foi o que fizemos”, disse Melo, que aos 35 minutos de corrida já ocupava a vice-liderança, pressionando o líder dinamarquês Jan Magnussen.

Quando a corrida completou a primeira hora, o acidente com o carro de Chris Dyson levou o safety car à pista. Sob bandeira amarela, a Risi alterou sua estratégia de corrida e chamou Melo aos boxes para reabastecer a Ferrari número 62. Kaffer assumiu o comando e foi devolvido à pista como líder. À relargada, o alemão caiu para terceiro, mas recuperou-se e terminou em segundo, a 0s331 do carro de Magnussen e do norte-americano Johnny O’Connell.

“Nosso carro não era tão bom nas retas quanto a Corvette. Tanto o Pierre quanto eu estivemos em condição de tentar a liderança, mas essa diferença, que era de uns 10 km/h, impediu a ultrapassagem. De qualquer forma, foi um ótimo resultado para a equipe, todos saem daqui com a sensação do dever cumprido”, disse Melo, campeão da ALMS em 2007. “Isso aumenta a motivação de todos na equipe para as duas últimas corridas do campeonato”.

No campeonato, Melo e Kaffer, na vice-liderança, foram a 108 pontos. Os líderes Long e Bergmeister somam 138. “Ainda existe uma ponta de esperança no campeonato, mas a situação está difícil para nós. Para o título, precisamos vencer as duas últimas corridas e contar com problemas da dupla da Porsche”, comentou o brasileiro. “Vamos focar o trabalho em uma prova por vez. Nossas chances na Petit Le Mans são boas”, acrescentou.

A Petit Le Mans, nona e penúltima corrida do calendário, está marcada para 27 de setembro na pista de Braselton, na Geórgia. A corrida tem percurso de mil milhas e aproximadamente 10 horas de duração. Neste ano, Melo tem obtido sucesso em provas longas. Com a Risi, venceu as 12 Horas de Sebring e as 24 Horas de Le Mans. Pela AF Corse, sua equipe na Europa, conquistou uma vitória inédita nas 24 Horas de Spa-Francorchamps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *