Após 17 anos, Tommy Hilfiger volta à Fórmula 1 com a Mercedes

A marca norte-americana de moda Tommy Hilfiger é a nova patrocinadora da equipe Mercedes-AMG Petronas Motorsport da Fórmula 1. A empresa volta à principal categoria do automobilismo mundial após 17 anos de ausência.

A história da Tommy Hilfiger na Fórmula 1 começou em 1991, como patrocinadora da Lotus. O acordo durou quatro anos. Depois, em 1998, a marca assinou com a Ferrari por três anos. No final de 2000, no entanto, não houve renovação, e a empresa saiu. A volta será em 2018 com a Mercedes.

“Desde a primeira vez que participei de uma corrida de Fórmula 1, fiquei completamente fascinado pelo mundo do automobilismo. Voltar a entrar neste esporte com os campeões mundiais da Mercedes-AMG Petronas Motorsport é uma maneira incrível de fundir a moda e a Fórmula 1. Reconheço a paixão, o espírito e o esforço que todo o time mostra nas corridas, e é por conta dessas qualidades compartilhadas que estou ansioso para fazer parceria com a equipe”, afirmou o estilista e criador da marca, Tommy Hilfiger.

“A parceria emocionante com a Mercedes-AMG Petronas Motorsport é uma celebração do nosso compromisso compartilhado de manter a tecnologia e a inovação no centro de nossos negócios. Orgulhamo-nos de parcerias com as organizações que são as melhores das suas indústrias e compartilhamos nossa paixão por atrair e reter as melhores equipes conosco. Estamos entusiasmados em aproveitar o alcance incrível que a Fórmula 1 tem no mundo todo para continuarmos a construir o reconhecimento global da nossa marca e levar a Tommy Hilfiger a novas audiências”, declarou um empolgado Daniel Grieder, CEO Global da Tommy Hilfiger.

“Estamos muito satisfeitos em receber a Tommy Hilfiger na Mercedes-AMG Petronas Motorsport e de volta ao mundo da Fórmula 1. É sempre emocionante embarcar em uma nova parceria, especialmente quando toca uma área tão importante da imagem da nossa equipe. Estou certo de que vai energizar nossa marca e dar uma nova rotação para a forma como somos percebidos nesta temporada. Já estou ansioso em ver como Tommy Hilfiger vai vestir o time nesta temporada e mostrar seus planos emocionantes para os fãs da Fórmula 1”, disse Toto Wolff, diretor executivo da Mercedes.

Pelo acordo, a Tommy Hilfiger terá o logotipo nos carros da escuderia alemã e, em troca, será a responsável por vestir os cerca de 1.500 funcionários da equipe nas pistas e escritórios. Os valores e a duração do contrato não foram divulgados.

O retorno da Tommy Hilfiger se dá quase três meses após o anúncio de saída da sua concorrente alemã Hugo Boss, que foi parceira da Fórmula 1 por quase 40 anos. A marca foi patrocinadora da McLaren por cerca de 30 anos, no período mais bem-sucedido da história da equipe. Entre 2015 e 2017, a empresa patrocinou a Mercedes e esteve presente nos títulos de Lewis Hamilton (2015 e 2017) e Nico Rosberg (2016) pela equipe alemã.

Fonte: Máquina do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *