Arrancada: 2ª etapa do Arrancada ECPA tem show de recordes

Muita velocidade, tempos baixíssimos e, conseqüentemente, a quebra de vários recordes marcaram a segunda etapa do Campeonato de Arrancada ECPA, realizado neste final de semana no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo. O que não faltou também foi carro empinando, encharcada de VHT, a pista de Piracicaba esteve propícia para que os carros levantassem a frente, quando não as quatro rodas do chão.

“Como havíamos previsto, a prova foi propicia para arrancar. O calor, aliado ao VHT, proporcionou uma combinação perfeita para as sucessivas quebras de recordes que tivemos nesta etapa”, avaliou Daniella Giannetti, organizadora do certame.

Mais de 100 pilotos, divididos em 14 categorias percorreram a reta de 201 metros e levantaram o público da arquibancada. Destaques foram os pilotos Guilherme Henrique Silva que bateu o recorde da Estruturada, baixando em mais de um segundo o tempo anterior que pertencia a Elcio Pellegrini, já Alan Baldo Folego e Marcio José Carron, baixaram suas próprias marcas na STTD-B e na FLTT, respectivamente.

Pilotando o Opala que pertencia a Regis Ramos pela primeira vez desde que adquiriu o carro, o estreante Guilherme Henrique entrou na casa dos seis segundos com a marca de 6s308, atingindo 174 km/h.

Marcio José Carron venceu novamente com seu fusca na categoria Força Livre Tração Traseira, fazendo o percurso em 5s865 e ficando abaixo seu próprio recorde atual de 5s879, estabelecido na terceira etapa de 2006. Numa de suas cinco puxadas, Carron chegou a andar acima dos 190 km/h. Já na Dragster Light, Roberto Moreno cravou 6s459, ma não conseguiu derrubar a marca de Ricardo Bersani.

Outra recorde aconteceu na STTD-B, onde Alan Roberto Baldo Fôlego baixou a própria marca, atingindo 7s558. A curiosidade foi o detalhe de o piloto conseguir um tempo mais baixo do que a STTD-A, onde a melhor marca é de 7s617, de Alexandre H. Silva.

Para o público que ficou com o gostinho de ‘quero mais’, a terceira etapa do Campeonato ECPA de Arrancada será nos dias 15, 16 e 17 de junho.

Confira os vencedores de cada categoria (computados aos tempos de reação):

Dragster – 1º Roberto Moreno (6s459)

Street Tração Dianteira – STD
1º Samuel Barbosa dos Santos Murilo 8s666, 2º Fabiano Gonçalves 8.882 e 3º Gustavo Mudinutti 8s914

Street Turbo Tração Dianteira – STTD-B
1º Alan Roberto Baldo Fôlego 7s727, 2º Edvaldo Posses de Macedo 7s922 e 3º André Ferreira Castro 7s978

Street Super Turbo Tração Dianteira – STTD-A
1º Marcel Luis Falato 7s943, 2º Edvaldo Posses de Macedo 8s011 e 3º Marcelo Andreatta 8s078

Street Turbo Tração Traseira – STTT
1º Fabio Alarcon de Lima 7s711, 2º Rogério de Souza 7s758 e 3º Paulo Carvalho 7s825

Street Tração Traseira – STT
1º Walneu da Silva Rodrigues 8s068 2º Cristiano Gomes Ribeiro 8s071 e 3º Celso Bueno de Camargo 8s157

Super Street Tração Dianteira – SSTD
1º Marcelo Pantuffi 7s696, 2º Milquesedeque Elias Pedrassolli 7s844 e 3º João Augusto Serra 7s920

Super Street Tração Traseira – SSTT
1º Alex Amoroso 7s005 e 2º Edson de Maria 7s289

Força Livre Tração Dianteira – FLTD
1º Sergio Luis Stringueto 6s728 2º Alexandre Hatori 7s316 3º Washington Luis Ferreira da Silva 7s442

Força Livre Tração Traseira – FLTT
1º Marcio José Carron 6s344 2º Cristian Flavio de Castro 6s692 e 3º Adriano Pereira da Silva 7s336

Estruturada – EST
1º Guilherme Henrique Silva 6s816 e 2º Elcio Pellegrini 9s125

Estruturada Import – EST. Import
1º Elcio Pellegrini 8s641, 2º Bruno Busiaux Pisanelli 8s709 e 3º Fabio Bastiglia Oliva 9s964

Hot Rod – HOT
1º André Rosa Quero Carrillo 7s060, 2º Anderson Vasconcelos 7.168 e 3º Alex Amoroso 7s257

Turbo Original de Rua – TOR
1º João Pirillo 8s946, 2º Cláudio Progetti Jr. 9s076 e 3º Cláudio Mosqueto 9s392

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *