Audi DTCC: Corrida disputada e mais uma vitória de Azevedo

Segundo colocado na prova da manhã, Elias soube escapar das confusões para vencer pela terceira vez na temporada

O item do regulamento que entrou em prática nesta rodada dupla do Audi DTCC (Driver Touring Car Cup), que determina a inversão dos seis primeiros colocados da primeira bateria no grid da segunda mostrou-se um sucesso. As disputas, presentes já na corrida de abertura na manhã deste sábado (18) no Velopark, aumentaram ainda mais e deram um ingrediente especial à segunda prova nesta tarde no traçado de 2.278 da cidade de Nova Santa Rita (RS).

Largando em quinto lugar (por ter sido o segundo na corrida de horas antes), Elias Azevedo soube superar seus adversários, um a um, para vencer sua terceira prova nesta temporada. Adolpho Rossi foi o segundo colocado, seguido de Idenis de Souza, Daniel Daroz, Rogério Garrubbo e Roger Wehmuth fechando os seis primeiros.

“Largando da primeira fila é possível pensar mais, planejar o que você vai fazer na freada e nas duas primeiras curvas. Mas largando no meio do pelotão, algumas filas atrás, só resta torcer para que não aconteça nenhum acidente, que nenhum carro bata no seu, porque você olha para a frente e vê um monte de traseira de carros crescendo, e no retrovisor vê mais um monte chegando”, resumiu Azevedo, que permanece na liderança do campeonato, com 88 pontos.

A corrida – A ordem de largada da etapa tinha Herberto Heinen na pole, seguido de Rossi, Rudimar Müller, Idenis de Souza, Elias Azevedo e Sergio Bürger, que assumira o comando no lugar de seu parceiro Dudu Rocha, vencedor da primeira prova. As primeiras voltas foram movimentadíssimas, e a ordem ao cruzar a linha de chegada para a abertura do terceiro giro apontava Idenis na liderança, seguido de Bürger, Azevedo, Müller, Rossi, Wagner Amorin e Heinen.

As trocas de posição continuaram – e alguns toques também, como os que causaram os abandonos de Heinen e Dennis Rollim. Bürger assumia a liderança na quarta volta e parecia rumar para um triunfo duplo do Audi número 17, quando um problema na bomba de combustível o fez abandonar a prova na sexta volta.

Idenis assumia a ponta provisoriamente até ser superado por Azevedo. A pressão do goiano continuou e permitiu que Rossi se juntasse a eles. A diferença entre os três na abertura da oitava volta era de apenas 0s593, com Idenis a apenas 0s130 de Elias. O paulista soube suportar a pressão e aproveitou-se da briga pelo segundo lugar sendo resumida apenas a Souza e Adolpho Rossi.

No final da reta principal, no 13º giro, Rossi tomou a segunda posição de Idenis para conquistar seu melhor resultado no Audi DTCC. “É emocionante, muito melhor do que qualquer montanha russa”, comparou. “Na largada eu caí da segunda para a quinta posição, consegui recuperar mais duas e estava atrás do Idenis, que guia muito e me deu bastante trabalho. Felizmente, depois de um pequeno erro dele eu consegui passar”, lembrou.

Souza, que assumiu o volante do A3 no lugar de Willians Farias, disse que recebeu alguns toques durante a prova, mas que uma redução de marchas malsucedida lhe custou o segundo lugar. “Na freada para a curva que antecede a reta principal, entrou a marcha errada e aí perdi tempo e a posição”, resignou-se o terceiro colocado no campeonato, com 44 pontos, empatado com Adolpho Rossi.

A próxima rodada dupla do Audi DTCC acontece no Autódromo Orlando Moura em Campo Grande (MS), no terceiro encontro da categoria.

Resultado da segunda corrida*:
1-) Elias Azevedo – 23 voltas em 26min16s690
2-) Adolpho Rossi – a 3s340
3-) Idenis de Souza – a 7s929
4-) Daniel Daroz – a 20s887
5-) Rogerio Garrubbo -a 21s578
6-) Roger Wehmuth – a 21s944
7-) Rudimar Müller – a 38s391
😎 Ricardo Mantovani – a 47s392
9) Wagner Amorin – a 5 voltas
10-) Herberto Heinen – a 14 voltas
11-) Sergio Bürger – a 14 voltas
12-) Dennis Rolim – a 15 voltas
*Resultado extraoficial e passível de mudanças pela direção de prova

Classificação do campeonato (extraoficial):
1) Elias Azevedo, 88
2) M.Maccari/R.Mantovani, 46
3) Idenis Roberto de Souza, 44
Adolpho Rossi, 44
5) José Mario de Castilho, 40
6) Décio Rodrigues Junior, 35
7) Wagner Amorim, 31
8) Daniel Daroz, 26
9) Dudu Rocha/Sergio Bürger, 25
Rogério Wehmuth, 25
11) Eduardo Muller, 23
13) William Farias, 16
Herberto Heinen, 16
Roberto Garrubbo, 16
Diodon L. Cantareli Jr, 16
17) Dennis Rolim, 15
Henry Visconde, 15
19) Ricardo Landi, 10
20) Daniel Prado, 8
21) Geciel de Andrade, 6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *