Auto GP: Luca Filippi e Vladimir Arabadzhiev vencem em Brno

Filippi se tornou o primeiro vencedor da categoria, ao vencer com tranquilos segundos de vantagem sobre o compatriota Edoardo Piscopo (Dams). Fabio Onidi (Lazarus) completou o pódio todo italiano.

Filippi fez o seu pit stop obrigatório cedo, na 4ª volta, e com pista limpa emendou uma serie de voltas rápidas. Quando Onidi, que lidera a prova, fez a sua parada o piloto o ex-piloto da GP2 Series assumiu a liderança, sem ser ameaçado no restante da prova. Piscopo parou nos boxes nos boxes antes de Onidi, ganhando a segunda posição.

O piloto da casa, Jan Charouz (Charouz-Gravity) terminou em 4º, seguido pelo britânico Duncan Tappy (Dams) e o francês Adrien Tambay (Charouz-Gravity). Charouz e Tappy protagonizaram uma disputa lado a lado pela quarta posição, por duas curvas, logo após o tcheco deixar os boxes.

Arabadzhiev e o sul-africano Adrian Zaugg (Trident) completaram a zona de pontos. Zaugg garantiu a pole para a segunda prova, com o grid dos oito primeiros invertido.

O pole-position Jonny Reid (Super Nova) ficou parado no grid, terminando m 13º, com uma volta de atraso.

O brasileiro Carlos Iaconelli (Durango) se envolveu em um acidente com o italiano Giorgio Pantano (Super Nova) na primeira volta; que acionou o Safety-Car por duas voltas.

Arabadzhiev conquistou a sua mais importante vitória na carreira, ao vencer a segunda prova. O pole-position Zaugg foi o 2º, com o italiano Edoardo Piscopo (Dams) fechando o pódio.

Após superar Zaugg na largada, Arabadzhiev suportou uma forte pressão do sul-africano na segunda parte da prova, recebendo a bandeirada de chagada com apenas 0s486 de vantagem. Tambay vinha em 3º, quando na penúltima volta travou as rodas dianteiras de seu Lola B05/52 acertando a barreira de proteção. Piscopo ficou com a última vaga no pódio.

O colombiano Julian Leal (Trident) foi o 4º, com o austríaco Walter Grubmuller (Charouz-Gravity) em 5º, seguido pelo parceiro de equipe Charouz. Pole da primeira prova, Reid terminou em 7º, a frente de Iaconelli. Na segunda prova apenas os seis primeiros pontuam.

Vencedor da primeira prova, Filippi fez uma largada ruim, e após ficar preso numa disputa pela 11ª posição com seu parceiro de equipe Pantano e Iaconelli, decidiu retornar aos boxes, colocando pneus novos. Voltando no fim do pelotão Filippi quebrou o recorde da pista, com 1m43s260, garantindo um ponto no campeonato pela melhor volta.

Filippi e Piscopo dividem a liderança do campeonato com 12 pontos. Arabadzhiev tem oito pontos.

A próxima etapa acontece nos dias 22 e 23 de maio, em Ímola, na Itália.


Final, prova 1:

   
1. Luca Filippi (Euronova Racing) 17 voltas em 32’28″658
2. Edoardo Piscopo (Dams) + 5”896
3. Fabio Onidi (Lazarus) + 9”236
4. Jan Charouz (Charouz-Gravity Racing) +14”524
5. Duncan Tappy (Dams) +16”056
6. Adrien Tambay (Charouz-Gravity Racing) +25”073
7. Vladimir Arabadzhiev (Dams) +25”426
8. Adrian Zaugg (Trident Racing) +29”133
9. Walter Grubmüller (Charouz-Gravity Racing) +29”795
10. Julian Leal (Trident Racing) +30”466
11. Celso Miguez (RP Motorsport) +36”461
12. Stefano Bizzarri (RP Motorsport) +45”558
13. Jonny Reid (SuperNova) + 1 volta

Não classificados:
Carlos Iaconelli (Durango) 0 volta
Giorgio Pantano (SuperNova) 0 volta
Tomas Kostka (Charouz-Gravity Racing) Não largou

Volta mais rápida: Filippi em 1’44”003, média de 187,022 km/h

Final, prova 2:

1. Vladimir Arabadzhiev (Dams) 13 voltas em 22’58”445
2. Adrian Zaugg (Trident Racing) +0”486
3. Edoardo Piscopo (Dams) + 2”304
4. Julian Leal (Trident Racing) +4”365
5. Walter Grubmüller (Charouz-Gravity Racing) +5”859
6. Jan Charouz (Charouz-Gravity Racing) +8”101
7. Jonny Reid (SuperNova) +9”025
8. Carlos Iaconelli (Durango) +12”227
9. Giorgio Pantano (SuperNova) +15”689
10. Celso Miguez (RP Motorsport) +20”204
11. Duncan Tappy (Dams) +22”869
12. Stefano Bizzarri (RP Motorsport) +26”179
13. Luca Filippi (Euronova Racing) +1’02”946
14. Adrien Tambay (Charouz-Gravity Racing) +2 voltas
15. Fabio Onidi (Lazarus) + 6 voltas
16. Tomas Kostka (Charouz-Gravity Racing) Não largou

Volta mais rápida: Filippi em 1’43”260 média de 188,367 km/h

Campeonato, pilotos: 1. Filippi e Piscopo 12 pontos; 3. Arabadzhiev 8; 4. Zaugg, Charouz e Onidi 6; 7. Tappy 4; 8. Leal e Tambay 3; 10. Grubmueller 2; 11. Reid 1.

Campeonato, equipes: 1. DAMS 22 pontos; 2. Euronova 12; 3. Charouz-Gravity Racing 11; 4. Trident 9; 5. Lazarus 6; 6. SuperNova 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *