Auto GP: Romain Grosjean é o primeiro campeão da categoria

O francês Romain Grosjean (DAMS) sagrou-se o primeiro Campeão da história da AutoGP. O ex-piloto da Renault na F-1 conquistou a taça ao no sábado (02/10), ao vencer a primeira prova da última etapa, disputada em Monza, na Itália.

Prova 1:

Grosjean venceu a prova, seguido pelo compatriota Adrien Tambay (Charouz-Gravity) e o italiano Fabio Onidi (Lazarus).

Pole-position Grosjean caiu para 3º na largada, para Tambay e Onidi. Na rodada de pit stops Onidi perdeu tempo, sendo superado por Grosjean.

Mais rápido do que Tambay, Grosjean colou no rival em duas voltas, iniciando uma intensa luta pela ponta. Depois de muito resistir aos ataques de Grosjean Tambay acabou sendo superado na curva Ascari, na 12ª volta.

Grosjean abriu vantagem nas voltas finais, marcando inclusive a vota mais rápida, para vencer com 2s8 de vantagem sobre Tambay. Onidi foi o 3º.

O britânico Duncan Tappy, parceiro de Grosjean, e que também tinha chances de ser campeão, terminou em 4º, depois de largar da primeira fila e perder tempo na volta inicial. O italiano Federico Leo       (Trident) e o checo Jan Charouz (Charouz-Gravity) completaram os seis primeiros. O italiano Luca Filippi (Super Nova) e o colombiano Julian Leal (Trident) ficaram com os últimos pontos. Leal garantiu a pole pra a segunda prova, com o gird dos oito primeiros invertido

O italiano Edoardo Piscopo, que começou a prova apenas dois pontos atrás de seu parceiro de equipe Grosjean, terminou apenas em 10º lugar, fora da zona de pontos.

O brasileiro Carlos Iaconelli (Durango) foi o 13º.

Grosjean, que estreou na categoria apenas na quinta prova do ano, somou 54 pontos com a vitória. Piscopo manteve os 41 pontos.

Final, prova 1:

1 Romain Grosjean DAMS 16 laps in 26’49”452
2 Adrien Tambay CHAROUZ-GRAVITY RACING + 2.862
3 Fabio Onidi LAZARUS + 6.514
4 Duncan Tappy DAMS + 10.785
5 Federico Leo TRIDENT RACING + 12.964
6 Jan Charouz CHAROUZ-GRAVITY RACING + 14.130
7 Luca Filippi SUPERNOVA RACING + 14.666
8 Julian Leal TRIDENT RACING + 15.092
9 Alexander Sims CHAROUZ-GRAVITY RACING + 18.952
10 Edoardo Piscopo DAMS + 19.697
11 Davide Valsecchi RP MOTORSPORT + 25.430
12 Giorgio Pantano OMBRA + 26.327
13 Carlos Iaconelli DURANGO + 39.056
14 Stefano Bizzarri RP MOTORSPORT + 47.482
15 Natacha Gachnang CHAROUZ-GRAVITY RACING + 47.777
16 Giuseppe Cipriani DURANGO + 1:17.051

Abandonos:

Jonny Reid SUPERNOVA RACING 4 voltas

Volta mais rápida: Romain Grosjean em 1’36”171, média de 214.3 km/h

Prova 2:

Filippi venceu a segunda prova. Foi a sua segunda vitória no ano (depois de vencer a prova inaugural da categoria em Brno, pela Euronova). Foi também a primeira vitória de Super Nova na categoria. Charouz e Grosjean completaram o pódio.

Saindo da segunda posição do grid, Filippi assumiu a ponta na largada, aproveitando a largada lenta do pole Leal, que também foi superado por Charouz.  

Livre na ponta Filippi emendou uma sequência de voltas rápidas, abrindo vantagem volta a volta, vencendo com cinco segundos de vantagem sobre Charouz. Depois de uma longa batalha Grosjean passou Leal a quatro voltas do fim, conquistando a última vaga no pódio.

Leal foi o 4º, seguido por Tambay e Piscopo. Tappy foi o 3º colocado por várias voltas, até levar um drive-through, por cortar a chicane, terminando em 11º. Iaconelli abandonou na volta inicial.

Gorsjean levou a taça com 58 pontos, 16 a mais do que Piscopo, que não venceu nenhuma prova da temporada. Tappy foi o 3º com 37, também sem vencer. Iaconelli terminou em 7º com 24 pontos.

Foram seis rodadas duplas, totalizando doze provas. Grosjean venceu quatro, Iaconelli três, Filippi duas, Tambay uma, Leal uma e Arabadzhiev (que só disputou a rodada inicial) uma. 

Final, prova 2:

1 Luca Filippi SUPERNOVA RACING 13 voltas em 21’13”694
2 Jan Charouz CHAROUZ-GRAVITY RACING + 5.001
3 Romain Grosjean DAMS + 7.773
4 Julian Leal TRIDENT RACING + 8.644
5 Adrien Tambay CHAROUZ-GRAVITY RACING + 16.128
6 Edoardo Piscopo DAMS + 16.613
7 Federico Leo TRIDENT RACING + 19.758
8 Davide Valsecchi RP MOTORSPORT + 20.506
9 Fabio Onidi LAZARUS + 22.412
10 Natacha Gachnang CHAROUZ-GRAVITY RACING + 27.659
11 Duncan Tappy DAMS + 30.711
12 Stefano Bizzarri RP MOTORSPORT + 35.358
13 Giuseppe Cipriani DURANGO + 43.107
14 Jonny Reid SUPERNOVA RACING + 1:06.061
15 Alexander Sims CHAROUZ-GRAVITY RACING + 1 volta

Abandonos:

Giorgio Pantano OMBRA 0 volta
Carlos Iaconelli DURANGO 0 volta

Volta mais rápida: Luca Filippi em 1’37”458, média de 214.0 km/h

Campeonato, pilotos, final: 1. Grosjean 58 pontos; 2. Piscopo 42; 3. Tappy 37; 4. Charouz 36; 5. Filippi 34; 6. Tambay 29; 7. Iaconelli e Onidi 24; 9. Leal 21; 10. Reid 16; 11. Arabadzhiev, Ricci e Pantano 8; 14. Miguez, Leo e Zaugg 6; 17. Rosenzweig e Guerrieri 5; 19. Grubmuller, Coletti e Leo 2.

Campeonato, equipes, final: 1. Dams 135 pontos; 2. Charouz-Gravity Racing 74; 3. SuperNova 40; 4. Trident 33; 5. Durango e Lazarus 24; 7. Euronova 23; 8. RP Motorsport 14.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *