Brasileiro de Arrancada começa em Curitiba

Homem mais rápido do Brasil, Alejandro Sanchez é favorito na categoria Dragster Top Fuel.

O Autódromo Internacional de Curitiba-Pinhais recebe neste fim de semana a abertura do Campeonato Brasileiro de Arrancada. De amanhã a domingo, mais de 200 pilotos – entre eles o recordista nacional de velocidade Alejandro Sanchez o seu Dragster Top Fuel na categoria Drag Top Álcool DMT – estão inscritos na competição que pela primeira vez terá a distância de 402 metros. A etapa também valerá pontos para o Paranaense. 
Sanchez, da Flash Power Racing, ganhou o Paranaense sete vezes. Foi em Curitiba, em 2008, que atingiu a marca de 403,32 km/h, a maior já alcançada por um dragster no Brasil. “Percorrer aquela reta do circuito é uma coisa que adoro fazer porque o clima é muito gostoso. O público é apaixonado mesmo pela velocidade e isso deixa o espetáculo melhor ainda. É um espaço para todo mundo que gosta dos carros, dos mais velhos até as crianças”, diz o piloto que tem de segurar na reta toda a força de um motor Chevrolet V8 Blower com mais de 3.000 hp. Já na saída, ele pode ir até 9.500 rpm.
Serão 14 categorias, com largadas classificatórias e eliminatórias. Nos dois primeiros dias, três largadas para a tomada de tempo. No domingo, os oito mais rápidos em cada categoria se enfrentam em baterias eliminatórias. Ao contrário do Paranaense, no Brasileiro vencerá quem terminar na frente, não o mais rápido. “As disputas nesse estilo mata-mata são muito mais emocionante para quem pilota e mais ainda para o público. No fim de semana todo serão de seis a 10 puxadas na reta. Na eliminatória, quem fizer o melhor tempo escolhe o lado da pista, porque eles são um pouco diferentes entre si”, explica Alejandro.
Além de Alejandro, outros Dragster são esperados na categoria Drag Top Álcool (DMT). Sidney ‘Grandão’ Frigo é um dos pilotos. “A gente deve correr em quatro Dragster. Quem comparecer à pista vai ter um grande espetáculo”, garante Sanchez, também detentor do recorde brasileiro de arrancada. Para isso, ele percorreu os 402,5 metros da reta do Velopark (RS) em 5s763, a 395 km/h, em 2008.
Quem quiser acompanhar as disputas no autódromo nesta sexta-feira deve levar 1 kg de alimento. No sábado, as entradas custam R$ 5 (mulheres) e R$ 15 (homens), com direito a acesso aos boxes. No domingo, dia das finais, a arquibancada será vendida por R$ 15 e mulher paga R$ 5, também com direito a visita aos boxes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *