Brasileiro de Endurance: Vitória gaúcha na abertura do campeonato

O Campeonato Brasileiro de Endurance teve sua prova de abertura neste sábado(17/06) no autódromo Internacional de Tarumã. Esta prova também valeu pela abertura do Sul-Brasileiro de Endurance e pelo Gaúcho de Endurance.

 


Contando com 29 carros no grid de largada, a etapa foi marcada por muita emoção, já que tivemos excelentes brigas pela ponta e a corrida se decidindo na última hora de prova. Logo na largada o carros Scorpius 44 e o MCR 99 quase dão adeus logo na primeira curva, quando se tocaram, quem levou a pior foi o piloto Paulo Hoerlle no MCR 99, que deu um 360° na pista e por muito pouco não foi acertado pelos outros competidores, mesmo assim ele conseguiu seguir na corrida.


 


Logo após este incidente, a Ferrari 575 da equipe TekProm assumiu a prova e se manteve, resistindo aos ataques de Adriano Baldo, a bordo do protótipo MCR 46, eles chegaram a trocar de posição por algumas voltas, mas a Ferrari se manteve na ponta até o primeiro pit-stop.


 


Esse pit-stop foi o fim de corrida para a Ferrari da equipe TekProm, pois o carro ficou parado na entrada dos boxes com o semi-eixo quebrado, ficando assim apenas a Alfa 156 da equipe na prova.


 


Quem não teve uma boa estréia, foi o protótipo gaúcho Tubarão VII, o carro teve sérios problemas de motor durante os treinos na semana anterior à corrida, teve que usar um motor improvisado para esta corrida e isso tirou as chances da equipe MC Competições.


 


“O carro estava perfeito, nosso único problema era realmente o motor, que tivemos de tirar as pressas de um carro de rua para participar da prova. Agora nosso motor principal irá ser refeito e estaremos prontos para a segunda etapa”, avalia Né, o chefe da equipe.


 


Mas quem imaginava que a corrida do MCR 99 estava perdida, acabou ficando enganado, a equipe veio se recuperando durante toda a corrida e depois da metade da corrida, começou a brigar com os líderes que eram a dupla formada por pai e filho, Jair e Eduardo Bana.


 


Na última hora de prova, a equipe do MCR 99 conseguiu assumir a ponta, sendo seguida de perto pelo Spyder da dupla Bana/Bana, até que estes tiveram de fazer um pit-stop forçado para trocar os pneus dianteiros, com isso eles acabaram perdendo também a segunda colocação da corrida para a dupla do Spyder 26 Borghesi/Borghesi. Nesta altura a equipe de Paulinho Hoerlle e Cristhian Castro já era a vencedora da corrida, depois de terem dado 1 volta no segundo colocado.


 


Confira o podium da primeira etapa do Brasileiro de Endurance


 


































POS



CARRO


PILOTOS


1


99


MCR


Hoerlle/Castro


2


26


Spyder


Borghesi/Borghesi


3


28


AS Vectra


Bana/Bana


4


6


Spyder


Ramos/Tumiati


5


22


Alfa 156


Molo/Caparelli


foto: Mateus Becker – SR


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *