Brasileiro de Enduro FIM começa com vitória de Felipe Zanol em, Farroupilha/RS Piloto mineiro vence

Piloto mineiro vence os dois dias do Enduro da Curva Reta, que abriu a temporada 2010.

O mineiro Felipe Zanol garante que ainda não está próximo de sua melhor forma, mas a julgar pelo resultado da abertura do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, neste fim de semana, em Farroupilha/RS, o piloto da equipe GasGas será o homem a ser batido dentro do país, e novamente um competidor de peso no Mundial de Enduro FIM, que começa em abril, na Espanha.

Zanol venceu os dois dias do Enduro da Curva Reta, na categoria E1, chegando a abrir mais de dois minutos para o segundo colocado, no domingo. Com o resultado, o mineiro larga na frente na disputa pelo título brasileiro de 2010, o que representaria sua sexta conquista nacional.
 
– Foi uma ótima estréia. Eu estava um pouco ansioso, meio nervoso para retornar, devido à mudança de moto, mudança de equipe, mudança de país… No primeiro dia acabei nem tendo um resultado como eu queria. Andei cometendo alguns erros, mas no segundo dia consegui ter um bom andamento e consegui imprimir um ritmo bem mais forte do que no sábado – declarou Zanol.

Ainda na categoria E1, o gaúcho Gustavo Pellin, de Caxias do Sul, terminou em segundo, com dois segundos lugares na geral, logo à frente do catarinense Humberto Cadori Filho, de Itapema. na categoria E2, a vitória foi do gaúcho Diego Colett, seguido pelo conterrâneo Gregório Caselani, e pelo catarinense Nilson Tecilla, respectivamente em segundo e terceiro.
 
Bicampeão português de Enduro FIM nas últimas duas temporada, e sétimo colocado no Mundial em 2009, Zanol sabe que conseguiu aliviar um peso de suas costas, devido à expectativa de seu retorno ao Brasil.

– Com certeza fiquei mais aliviado. O resultado me dá uma tranquilidade a mais para as próximas provas. Deu para ver que o treinamento que eu fiz no último mês está no caminho certo; No primeiro dia venci com cerca de 40 segundos para o segundo colocado da geral, e ontem (domingo) consegui colocar mais de dois minutos para o segundo. Deu para sentir que, apesar de ainda estar bem distante da minha melhor forma, estou no caminho certo e no caminho daquilo que eu preciso no mês de abril para atacar forte no Mundial. Tenho mais um mês para pegar pesado e chegar à Espanha, na abertura do Mundial, com chances de pegar boas colocações – completa o piloto.

Na categoria E3A, a vitória foi do paulista Kiko Marino, de Jundiaí, seguido pelos gaúchos Sandro de Oliveira, de Passo Fundo, e Alcindo Bortoncello, de Caxias. Na E3B deu Sergio Colett em primeiro, com Sergio Coelho em segundo e Francisco Lima em terceiro. Marcio Debastiani venceu a categoria E4, e William Luza a E5.

Acostumado à forte presença do público nas provas européias, Zanol fez questão de elogiar os organizadores da etapa gaúcha e ressaltar o incentivo que os pilotos recebiam durante as especiais.

– Apesar de algumas pessoas terem achado a prova puxada, eu, particularmente, achei muito boa. As especiais estavam bem montadas e bem técnicas. Caxias do Sul e Farroupilha ficam em uma região de muita pedra, muita descida, muita subida de mata lisa, e a organização preparou boas especiais. O Cross-Test e o Extreme estavam bem próximos do úblico. No sábado, a quantidade de pessoas assistindo à prova, espalhadas pelas especiais, torcendo e vibrando bastante, era uma motivação a mais para os pilotos. Na Europa a galera fica em peso ao longo das especiais, com muita gente torcendo e apoiando. No sábado, durante a primeira etapa, foi bem parecido. Cheio de gente torcendo e vibrando. É bom ver que as provas estão tendo grande quantidade de público. Isso motiva demais os pilotos – conclui Zanol, que embarca para a Europa no dia 6 de abril, para iniciar a disputa do Mundial.

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM tem supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *