ChampCar: Bruno Junqueira é o sétimo no primeiro treino em Toronto

Um treino positivo, mas com muita margem para melhora. Assim foi a primeira qualificação do mineiro Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A & C) para o GP de Toronto, sétima etapa da F-Mundial.

Em um dia marcado pelo eqüilíbrio e pela competitividade – os nove primeiros colocados conseguiram tempos no mesmo segundo nos 2.820m do traçado do Exibition Place – o piloto da Newman-Haas garantiu a sétima melhor marca (59s67). A pole provisória ficou com o norte-americano A.J.Allmendinger, vencedor em Portland e Cleveland. Com o Lola/Cosworth da equipe Forsythe, ele registrou 58s621. Hoje, a partir das 15h20 acontece a tomada de tempos que define o grid para a corrida de domingo.

Bruno ficou em nono no primeiro treino livre, em que os pilotos encontraram uma pista escorregadia e sem aderência. Depois de algumas mudanças no acerto de seu Lola, ele voltou à pista logo aos 3min da qualificação e, em sua primeira saída, registrou 1:00s. Quando buscava melhorar a marca, acabou ‘fritando’ os pneus em uma freada. “Virei meu melhor tempo do primeiro jogo logo em minha segunda volta rapida, mas na volta seguinte, num erro, acabei fritando os pneus e não consegui melhorar mais o meu tempo, uma pena pois foi a minha melhor oportunidade de pista limpa à frente”.

Com seis minutos de treino restando, Bruno saiu com o segundo jogo de pneus e, em sua 13ª volta, estabeleceu sua melhor marca. Ao contrário de boa parte dos rivais, o mineiro preferiu guardar, para hoje, um dos jogos de pneus extra-macios (reds) da Bridgestone, já se precavendo para o elevado desgaste provocado pelo abrasivo piso das ruas de Toronto. “Tivemos uma melhora em relação ao treino matinal, eu e o carro, mas ainda sei que ambos precisamos melhorar. Os tempos entre o terceiro e o oitavo colocado nessa tarde foram muito próximos, e poderia ter me colocado numa melhor situação, mas deixamos isso agora para amanhã”, explicou Bruno, preocupado em manter o retrospecto de largar nas duas primeiras filas do grid desde o GP de 2002. Seu companheiro de equipe, Sebastien Bourdais, foi o quinto mais rápido, no mesmo décimo de segundo de Bruno, confirmando a necessidade de novas mudanças no acerto para os carros da Newman-Haas.

Grid provisório
Piloto País Equipe Tempo
1 – A.J.Allmendinger (EUA) Forsythe 58seg621
2 – Justin Wilson (ING) RuSport 58seg830
3 – Nelson Philippe (FRA) CTE-HVM 59seg203
4 – Paul Tracy (CAN) Forsythe 59seg274
5 – Sebastien Bourdais (FRA) Newman-Haas 59seg313
6 – Cristiano da Matta (BRA) RuSport 59seg343
7 – Bruno Junqueira (BRA) Newman-Haas 59seg367

8 – Oriol Servia (ESP) PKV Racing 59seg407
9 – Alex Tagliani (CAN) Team Australia 59seg626
10 – Charles Zwolsman (HOL) Conquest 1min00seg387
11 – Andrew Ranger (CAN) Conquest 1min00seg455
12 – Mario Dominguez (MEX) Forsythe 1min00seg556
13 – Will Power (AUS) Team Australia 1min00seg588
14 – Dan Clarke (ING) CTE-HVM 1min00seg688
15 – Jan Heylen (BEL) Dale Coyne 1min00seg792
16 – Katherine Legge (ING) PKV Racing 1min01seg191
17 – Tonis Kasemets (LIT) Rocketsports 1min01seg530

* Todos os pilotos utilizam chassis Lola e motores Cosworth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *