ChampCar: Bruno Junqueira é sétimo no primeiro treino em Houston

Trabalho, muito trabalho. Essa foi a tônica para o mineiro Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A & C) em seu primeiro contato com o novo circuito de rua de Houston, palco, na noite de sábado, da segunda prova da temporada da F-Mundial. Na primeira sessão de treinos livres, o piloto da Newman-Haas acabou prejudicado pela quebra da suspensão traseira de seu Lola/Cosworth, o que afetou a dirigibilidade. Mesmo com a troca do componente, o comportamento do carro ficou instável e impediu que o mineiro fosse além do sétimo lugar, com 1min01seg451. Mesmo assim, as poucas voltas completadas antes do incidente o deixaram confiante para a qualificação desta quinta, às 22h15 (de Brasília), já que ele se manteve no mesmo ritmo do companheiro de equipe Sebastien Bourdais, que terminaria o treino como o mais rápido, com 1min00seg240.

Como os adversários, Bruno se impressionou com o número excessivo de ondulações no asfalto das ruas em torno do Reliant Park. Embora não tenha corrido o GP de San Jose de 2005, quando ainda se recuperava das fraturas provocadas pelo acidente nas 500 Milhas de Indianápolis, Bruno se baseou na experiência dos outros pilotos no circuito californiano e em outros traçados provisórios, como Denver e disse acreditar que Houston é a pista mais ondulada da história da categoria. Um teste que exigirá muito preparo físico e talento de aviador, tal a quantidade de vezes em que os carros saltam ao longo dos 2,7 quilômetros.

“Essa foi sem duvida a pista mais ondulada que ja andei, há algumas áreas realmente complicadas, todo essa instabilidade já causou a quebra da minha suspensão, e talvez de algo mais no carro, já que mesmo com a troca da suspensão ainda tinha um carro quase que indirigivel, mas é o mesmo para todos, e apesar das circunstâncias vou tentar o meu melhor na classificação dessa noite”.

Bourdais, vencedor em Long Beach e líder do campeonato ficou à frente do mexicano Mario Domínguez (Forsythe), com 1min00seg607; do britânico Justin Wilson (RuSport), com 1min00seg743 e do norte-americano A.J.Allmendinger (RuSport), com 1min00seg779. Cristiano da Matta (Dale Coyne), o outro brasileiro na categoria, ficou em 15º, com 1min02seg795.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *