ChampCar: Bruno Junqueira fica com o 10º lugar no grid provisório

Num esporte em que os décimos de segundo costumam fazer grande diferença, um minuto a mais ou a menos podem representar a diferença entre um lugar na primeira fila ou uma posição intermediária. Foi o que o mineiro Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A&C) descobriu a duras penas no primeiro treino oficial para o GP de Road America, 12ª etapa da F-Mundial, no circuito de Elkhart Lake. Em um dia marcado pela chuva e pelo frio, que transformaram cada entrada na pista em uma verdadeira loteria, o piloto da Newman-Haas, pole por duas ocasiões no desafiador circuito do Wisconsin, chegou a ter a pole provisória nas mãos mas, ao abrir sua última tentativa pouco antes do momento ideal, viu comprometidas as chances de aproveitar do asfalto que secava para baixar ainda mais sua marca. O balanço é a décima posição, com 1:59.977. O primeiro no grid provisório é o surpreendente novato inglês Dan Clarke (CTE-HVM), um dos poucos a arriscar uma tentativa com pneus slicks. A decisão das posições de largada ocorre hoje, às 16h20 (de Brasília).

“Para mim dois fatores lamantáveis ocorreram, na verdade um que levou ao outro. Se tivéssemos esperado um minuto a mais que fosse para sairmos com o segundo set de pneus poderiamos ter brigado pelo pole, ou mesmo ter arriscado em sair com os pneus para pista seca, o que se mostrou o mais eficiente afinal. Mesmo se mantivéssemos os compostos para chuva, o minuto a menos deixaria os pneus em melhores condições, já que eles tiveram um desgaste exagerado por termos passado em vários trechos com asfalto seco. Cheguei ao final da sessão com os pneus muito prejudicados e assim sem poder melhorar meu tempo. Agora temos que trabalhar muito para melhorar nossa posição para amanhã”.


Depois de sua primeira tentativa na qualificação, Bruno voltou ao pit e, por rádio, chegou a pedir a troca dos pneus para pista molhada pelos slicks, mas a equipe considerou a mudança arriscada, por conta do pouco tempo à disposição. Em sua oitava volta cronometrada, o mineiro, àquela altura com 2:00.006, conseguiu ser o mais rápido, até ter seu tempo batido. A chance de andar abaixo de 1:59.9 acabou frustrada pelo tráfego ao longo do traçado, de 6.650m. A pole provisória mudou de mãos freneticamente com a mudança nas condições de pista e, ao final, acabou premiando Clarke, pouco acostumado a um lugar nas primeiras filas, à frente de outro novato – o holandês Charles Zwolsman, da Conquest.


GP de Road America
F-Mundial – 12ª etapa


Grid provisório


1 – Dan Clarke (ING) CTE-HVM 1min55seg123
2 – Charles Zwolsman (HOL) Conquest 1min55seg599
3 – Alex Tagliani (CAN) Team Australia 1min57seg517
4 – A.J.Allmendinger (EUA) Forsythe 1min58seg507
5 – Sebastien Bourdais (FRA) Newman-Haas 1min58seg945
6 – Justin Wilson (ING) RuSport 1min59seg076
7 – Will Power (AUS) Team Australia 1min59seg286
8 – Katherine Legge (ING) PKV Racing 1min59seg388
9 – Andrew Ranger (CAN) Conquest 1min59seg486
10 – Bruno Junqueira (BRA) Newman-Haas 1min59seg977
11 – Paul Tracy (CAN) Forsythe 2min00seg165
12 – Jan Heylen (BEL) Dale Coyne 2min00seg835
13 – Oriol Servia (ESP) PKV Racing 2min01seg082
14 – Tonis Kasemets (LIT) Rocketsports 2min01seg381
16 – Mario Dominguez (MEX) Rocketsports 2min01seg882
15 – Nelson Philippe (FRA) CTE-HVM 2min02seg273
17 – Juan Caceres (URU) Dale Coyne 2min03seg690


* Todos os pilotos utilizam chassis Lola e motores Cosworth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *