ChampCar: Bruno Junqueira vive a expectativa da centésima prova na categoria, em Surfers Paradise

Monterrey, México, 11 de março de 2001. O resultado ficou longe do esperado, com a vigésima posição no grid (entre 28 carros) e o abandono com 57 voltas de corrida, devido a um problema mecânico. Começava ali, no entanto, uma trajetória marcada por ótimas performances, três vice-campeonatos, nove poles, oito vitórias e 33 pódios. Então campeão intercontinental de Fórmula 3000, superando adversários como Fernando Alonso, Mark Webber e Sebastien Bourdais e com a experiência de piloto de testes da Williams no Mundial de Fórmula 1, o mineiro Bruno Junqueira (Telemont/Brasil Telecomunicações) começava, do outro lado do Atlântico, uma nova página de sua carreira.

No dia 21 de outubro, em Surfers Paradise, o piloto de Belo Horizonte completará 100 GPs na ChampCar, esperando dar continuidade à ótima fase, que lhe valeu pódios em Zolder (2º) e Assen (3º).
Bruno estreou na categoria pela equipe Ganassi e, ao lado do francês Nicolas Minassian, tinha a difícil responsabilidade de substituir o colombiano Juan Pablo Montoya, que se transferiu para a F-1. Mesmo sem um companheiro de equipe experiente, que pudesse acelerar sua adaptação, o mineiro não demorou a mostrar seu talento. Fato raro para um rookie (novato) que tomava contato pela primeira vez com os circuitos ovais, foi num deles – Nazareth – que ele levou o Lola/Toyota à primeira pole, logo em sua terceira corrida. Em Milwaukee, com um quarto lugar, passou perto do pódio. A consagração viria, no entanto, no misto de Road America, considerado um dos mais desafiadores circuitos dos EUA. Largando em décimo, venceu pela primeira vez.

Em 2002, ele acabaria protagonista de um duelo mineiro pelo título, com Cristiano da Matta. Em Motegi, no Japão, deu um presente à Toyota conseguindo a pole e a vitória. Bruno foi segundo em Portland e Chicago, largou na frente novamente em Elkhart Lake e dominou a primeira edição do GP de Denver, além de sair na frente também na Cidade do México. Com o campeão Cristiano seguindo para a F-1, Bruno acabou escolhido pela Newman/Haas, uma das mais tradicionais equipes dos EUA, para substituí-lo, em 2003. Desta vez, o principal adversário passou a ser o canadense Paul Tracy (Forsythe).

O mineiro brilhou novamente em Elkhart Lake e Denver, vencendo as duas provas depois de largar da pole. Alguns problemas e incidentes em corridas decisivas o impediram de bater Tracy, mas Junqueira estava definitivamente entre os grandes nomes da categoria. O ano de 2004 marcaria o início de uma disputa interna com o francês Bourdais. Pole em Long Beach e vitórias em Toronto e Surfers Paradise marcariam mais uma boa temporada.

Quando parecia enfim a hora de deixar de bater na trave, Bruno viu seu esforço frustrado pelo grave acidente nas 500 Milhas de Indianápolis de 2005, que o deixou longe das pistas por seis meses. O mineiro havia vencido o GP de Monterrey, a mesma pista em que estreou e liderava a temporada. Mostrando que a Newman/Haas tinha um conjunto perfeito, seu substituto, Oriol Servia, ainda levou o Lola/Cosworth de número 2 ao vice-campeonato.

O retorno, em 2006, mostrou que Bruno havia se recuperado perfeitamente. Apenas a falta de sorte o impediu de conseguir melhores resultados. Ele foi atingido por outros carros em Long Beach, Milwaukee e San Jose, perdendo pontos preciosos. O melhor resultado seria um segundo lugar, sempre em Elkhart Lake.

A sétima temporada tem sido marcada pela superação. No comando do Panoz/Cosworth de número 19 da Dale Coyne Racing, Bruno tem superado dificuldades como o orçamento inferior ao de outros times, que o impediu de fazer o mesmo número de testes. Como não faltam talento e empenho ao piloto e à equipe, os bons resultados na perna européia do campeonato fizeram de Bruno um dos destaques do ano. Por que não sonhar com uma vitória como presente justamente no centésimo GP?

Bruno Junqueira na ChampCar

99 GPs
(estréia – Monterrey/México – 2001)

8 vitórias
GP de Elkhart Lake’2001
GP de Japão’2002
GP de Denver’2002
GP de Elkhart Lake’2003
GP de Denver’2003
GP de Toronto’2004
GP de Surfers Paradise’2004
GP de Monterrey’2005

9 poles
GP de Nazareth’2001
GP do Japão’2002
GP de Elkhart Lake’2002
GP de Denver’2002
GP do México’2002
GP de Denver’2003
GP de Elkhart Lake’2003
GP de Long Beach’2004
GP de Portland’2006

33 pódios
Vice-campeão 2002/2003/2004

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *