ChampCar: Bruno Junqueira volta a ser destaque nos treinos de pré-temporada em Houston

Mudou a pista, mas o cenário foi semelhante para Bruno Junqueira, que trabalha para iniciar sua sétima temporada na F-Mundial, com a possibilidade concreta de ser o único representante brasileiro. A exemplo do que ocorreu em Sebring, há duas semanas, quando pilotos e equipes da categoria tiveram o primeiro contato com o novo chassi Panoz DP01, que substitui os Lola a partir desta temporada, nos testes de preparação em Houston ele também acelerou apenas um dia, enquanto os adversários ganharam a pista por dois dias. Nem por isso Bruno ficou devendo. Mais uma vez andando pela Dale Coyne Racing, com a qual já havia acelerado na Flórida e negocia uma vaga para o campeonato deste ano, o mineiro deu mais uma mostra de seu talento e deixou claro que não precisou de muito tempo para se adaptar às novidades.

Novidades, que aliás, não são poucas. O Panoz, ao contrário do Lola, tem câmbio sequencial no volante, mecanismo semelhante ao usado na Fórmula 1, e que substitui a tradicional alavanca situada no lado direito do cockpit. Além disso, o carro tem maior aderência aerodinâmica e foi desenhado para garantir o mínimo de turbulência nas brigas por posições, favorecendo as ultrapassagens. Além disso, Bruno, que desde 2003 correu pela Newman-Haas, ainda está se acostumando com o ambiente da Coyne – engenheiros, mecânicos e os métodos de trabalho usados pelo time de Plainfield, no estado de Illinois, que teve, ao longo de sua história, uma forte participação brasileira – Cristiano da Matta, Roberto Moreno, Gualter Salles, Tarso Marques e Ricardo Sperafico estão entre os que pilotaram um dos carros da equipe.

Dono de um currículo na categoria que inclui nove poles, oito vitórias, três vice-campeonatos e a quinta posição em 2006, Bruno também não teve dificuldades para se adaptar ao traçado do Mercedes Benz Sugar Land Road Course Houston, (ou simplesmente, MSR), um dos mais novos dos EUA, com 3.860m de extensão e 17 curvas. Em apenas um dia de treinos e 87 voltas, ele registrou 1min10seg560, pouco mais de meio segundo acima da melhor marca dos treinos, os 1:10.040, do australiano Will Power (Walker Team Australia), e que lhe valeu o quinto tempo, à frente de pilotos como Paul Tracy, Justin Wilson e Oriol Servia, que chegaram a completar mais de 150 voltas no circuito. O próximo teste coletivo de pré-temporada está previsto para o período entre 7 e 10 de março no tradicional circuito de Laguna Seca (Califórnia). O sinal verde para as 17 provas do ano será dado em 8 abril, com o GP de Las Vegas, disputado em um traçado de rua na capital mundial dos jogos de azar.

Treinos extra-oficiais
MSR Houston
(principais tempos)

1 – Will Power (Walker Team Australia) 1:10.040
2 – Graham Rahal (Newman-Haas) 1:10.079
3 – Neel Jani (PKV Racing) 1:10.168
4 – Sebastien Bourdais (Newman-Haas) 1:10.333
5 – Bruno Junqueira (Dale Coyne) 1:10.560
6 – Simon Pagenaud (Walker Team Australia) 1:10.776
7 – Nelson Philippe (Conquest Racing) 1:11.035
8 – Justin Wilson (RuSport) 1:11.179
9 – Robert Doornboos (Minardi Team USA) 1:11:260
10 – Oriol Servia (RuSport) 1:11.257

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *