ChampCar: Categoria volta à Califórnia e Bruno espera confirmar potencial das útlimas etapas

De volta à Califórnia. Depois do tradicional GP de Long Beach, segunda etapa da temporada, a ChampCar está de volta a um dos mais charmosos e conhecidos estados norte-americanos, desta vez para sua nona prova do ano.

Conhecida como a capital mundial da tecnologia e encravada no Vale do Silício, San Jose recebe, pelo terceiro ano consecutivo, pilotos e equipes de uma das mais fortes categorias do automo bilismo mundial. A julgar pela emocionante disputa no topo da classificação geral e pela competitividade que tem marcado o campeonato, a prova de domingo (29) deve ser marcada pela incerteza, e decidida nos detalhes.

Detalhes, aliás, que Bruno Junqueira (Telemont/Brasil Telecomunicações) espera ver corrigidos em relação ao GP de Toronto, no fim de semana passado. Na ocasião, o representante brasileiro na categoria largou em quinto, chegou a andar entre os três primeiros, mas viu suas chances de chegar ao pódio comprometidas por problemas nos pitstops. O ponto positivo foi o bom acerto encontrado pelo piloto e pela equipe Dale Coyne para o Panoz/Cosworth, o que garante razões para otimismo.

O circuito provisório de San Jose é um dos mais difíceis da temporada em função de suas características. A pista tem apenas 2.330m de extensão, com predomínio de curvas de baixa velocidade e um asfalto irregular que costuma fazer os carros decolarem nos treinos e na corrida. Já no ano passado vários pontos criticados pelos pilotos foram corrigidos mas, ainda assim, freios e suspensão são colocados duramente em teste. Como sempre acontece neste tipo de traçado, a expectativa é de que os pilotos esperem ao máximo para suas tentativas de volta rápida na qualificação, na expectativa de encontrar o asfalto o mais emborrachado possível. Em 2006, Bruno largou na terceira posição e recebeu a bandeirada em quarto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *