ChampCar: Em dia de tricampeão Bruno Junqueira supera prova complicada e é sexto na Austrália

Não é só na Fórmula 1 que as porcas das rodas costumam provocar problemas e comprometer as corridas dos favoritos. Que o diga o mineiro Bruno Junqueira (Banco Rural/Telemont/Grupo A & C), que largava em quarto no GP da Austrália da F-Mundial confiante em brigar pelo pódio e até mesmo repetir a vitória conquistada em 2004.

 


Sem contar com um acerto para seu Lola/Cosworth tão bom quanto o que lhe valeu uma posição na segunda fila do grid, ele ainda teve a expectativa de um melhor resultado prejudicada pelo problema na troca de pneus em seu primeiro pit-stop, o que o jogou para o último lugar e o levou a buscar mais uma vez uma prova de recuperação. Coisas de corrida, é verdade, mas que acabam deixando um gosto de decepção em meio à satisfação pelo bom desempenho em circunstâncias desfavoráveis. A vitória ficou com o francês Nelson Philippe (CTE-HVM), mantendo a escrita de que nenhum piloto conseguiu subir duas vezes ao alto do pódio no traçado de rua australiano. Seu compatriota Sebastien Bourdais, mesmo penalizado por um toque, conseguiu terminar em oitavo, resultado que lhe valeu o tricampeonato da categoria por antecipação.


“Tivemos um dia de muitas dificuldades, começando por um acerto ruim desde o treino de aquecimento, e depois, no primeiro pit stop o mecânico da roda direita dianteira perdeu a porca e isso me custou vários segundos, e voltei a pista na última posição. Na segunda parte da prova tive que brigar bastante pelas posições, e sem ter muita velocidade foi difícil realizar ultrapassagens, por isso ao final o 6º lugar me parece bom”, destacou o mineiro, que apesar das dificuldades, voltou a se divertir neste que é um dos mais desafiadores traçados do calendário, além de contar com um público excepcional. “Mesmo sem ter subido ao pódio, novamente curti muito essa corrida, o GP da Australia é sem dúvida o mais excitante do nosso calendário, dentro e fora da pista, e já espero imensamente a volta no próximo ano.”


Restando uma prova para o fim da temporada, o GP do México, dia 12, no Circuito Hermanos Rodríguez, Bruno ainda tem chances de conquistar a quarta posição final na classificação e, mais do que isso, espera manter o retrospecto de vencer pelo menos um GP em cada ano na categoria. “Temos ainda uma prova para o final da temporada, e na Cidade do México espero alcançar a vitória, e assim manter meu recorde de vencer em todas as temporadas que disputei na Champ Car.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *