ChampCar: Primeiro treino em Toronto mostra que Junqueira tem carro para lutar pelas primeiras filas

Depois das dificuldades nos treinos em Cleveland e Mont-Tremblant, nada como um dia positivo, sem muito trabalho no acerto do Panoz/Cosworth de número 19, para confirmar o otimismo e a confiança em voltar a andar nas primeiras posições.

No traçado de rua de Toronto, desenhado na região do Exibition Place, Bruno Junqueira (Telemont/Brasil Telecomunicações) conseguiu ser, no primeiro treino oficial para a sétima etapa da ChampCar, o décimo mais rápido, com 59seg547. Se por um lado o resultado poderia ter sido ainda melhor, por outro mostra que o representante brasileiro na categoria volta hoje à pista, a partir das 14h15 (de Brasília) em condição de lutar por um lugar nas primeiras filas. Nem mesmo um toque na proteção de pneus da curva 8, na volta de retorno aos boxes, diminuiu a expectativa para voltar a andar entre os líderes. A pole provisória é do francês Sebastien Bourdais (Newman/Haas/Lanigan), com 58seg783 e, como mostra da competitividade do campeonato, os 12 primeiros estão separados por menos de um segundo.

Bastante à vontade no circuito provisório canadense, Bruno foi o sétimo mais rápido no primeiro treino livre, em que a preocupação é trabalhar o acerto do carro em condições de corrida. Na rápida sessão de 15 minutos que antecede a tomada de tempos, voltou a ser um dos destaques, marcando 1min00seg223, o que lhe valeu a sexta marca. No treino oficial, a primeira tentativa acabou atrasada pela bandeira vermelha provocada pelo australiano Will Power (Team Australia), que teve problemas na curva 1. Com 12 minutos para o fim, Bruno ganhou a pista e, logo em sua primeira volta rápida, fez seu melhor tempo do dia até então. Na sexta passagem, baixou da casa de 1min00 (59seg937) e, na sétima passagem, registrou 59seg665, tempo que seria baixado novamente nos minutos finais, embora tenha sido atrapalhado pelo carro de Power, de volta à pista.

“Tínhamos carro para virar 59 baixo, mas peguei o Will Power à frente, e sem espaco suficiente para conseguir uma distância razoável, tive que tentar o meu melhor naquela situação, mas com o meu ar sendo cortado pela proximidade entre os carros, acabei ficando sem controle do carro e batendo. Foi mesmo uma infelicidade pois hoje tinhamos uma carro melhor, que acredito poderia nos pôr entre os top 5. Agora é consertar os danos e buscar meu melhor tempo amanhã”, explica o piloto de Belo Horizonte. Tanta confiança se justifica. Como se trata de um traçado provisório, a camada de borracha deixada pelos carros das diversas categorias que aceleram no fim de semana aumenta a cada volta e, com ela, a aderência. Assim, dificilmente os tempos estabelecidos nesta sexta-feira servirão de referência para definir o grid.

GP de Toronto – ChampCar – sétima etapa

Grid provisório
Piloto País Equipe Tempo

1 – Sebastien Bourdais FRA Newman/Haas/Lanigan 58seg783
2 – Oriol Servia ESP Forsythe 58seg801
3 – Justin Wilson ING Rsports 59seg099
4 – Robert Doornbos HOL Minardi Team USA 59seg132
5 – Dan Clarke ING Minardi Team USA 59seg288
6 – Simon Pagenaud FRA Team Australia 59seg341
7 – Paul Tracy CAN Forsythe 59seg368
8 – Graham Rahal EUA Newman/Haas/Lanigan 59seg456
9 – Katherine Legge ING Dale Coyne Racing 59seg520
10 – Bruno Junqueira BRA Dale Coyne Racing 59seg537
11 – Tristan Gommendy FRA PKV Racing 59seg624
12 – Alex Tagliani CAN Rsports 59seg737
13 – Jan Heylen BEL Conquest 59seg813
14 – Ryan Dalziel ING Pacific Coast 59seg880
15 – Alex Figge EUA Pacific Coast 1min00seg880
16 – Will Power AUS Team Australia 1min01seg040
17 – Neel Jani SUI PKV Racing sem tempo

* Todos os pilotos com chassis Panoz e motores Cosworth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *