Copa Brasil: Precisamos de um ‘Pai-de-Santo’, diz Marcio Pasaneli

Com essa afirmativa, Marcio Pasaneli (JVN Motorsport/ Proview/ Banco da Amazônia/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas) resume a participação dos pilotos da equipe JVN no primeiro dia de provas da Copa Brasil de Kart, que se desenrola até amanhã (14/10) no Kartódromo Aldeia da Serra (SP).


Com problemas de motor nos treinos classificatórios, o piloto manauara Marcio Pasaneli (JVN Motorsport/ Proview/ Banco da Amazônia/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas) classificou seu bólido apenas na 13ª posição da grelha de partida, mas dando de ombros, riu e afirmou que sua dose de problemas terminava ali e, confiante, afiançou que na corrida seria diferente.

Autorizada a partida, Pasaneli acelerou forte e mesmo contando com um propulsor nitidamente mais fraco que os demais concorrentes, foi conquistando varias posições. Na 15ª passagem, quando ocupava a 6ª colocação os “eflúvios de uma sexta-feira 13” entraram em ação e ao realizar a ultrapassagem em um kart retardatário foi colhido pelo mesmo, capotando violentamente, arrastando Marcio Pasaneli por cerca de vinte metros de pista.

O piloto foi prontamente atendido, ainda na pista, pelo médico chefe da CBA- Confederação Brasileira de Automobilismo, Dr. Daniel de Moraes, que constatou apenas escoriações leves nas costas do piloto que já está liberado para competir amanhã na prova final.

“Eu estou bem, mas meu kart ficou muito avariado e minha equipe vai ter de trabalhar muito para deixá-lo em condições competitivas para a prova final. Agora, embora não acreditasse, acho que essa história de sexta-feira treze tem lá seu fundamento, pois além do meu acidente, outro kart da equipe perdeu uma das rodas inexplicavelmente e outro de meus companheiros teve um acidente, entortando o eixo do kart. Para completar essa ‘teoria’, quem venceu a prova de minha categoria foi um piloto baiano, que como todos sabem, já nasce com o ‘corpo fechado’. Isso tudo são fatos e contra fatos não existem argumentos, por isso acho que o que faltou foi a equipe JVN ter contratado um ‘Pai-de-Santo’ para evitar esses problemas todos”, detalhou com excelente humor o piloto da equipe JVN Motorsport/ Proview/ Banco da Amazonia/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas.


Confira o resultado da primeira bateria da categoria Novatos:

1) Alexandre Rosário (BA), com 25 voltas em 17m47s579
2) Vinicius Sammarone (SP), a 2s491
3) Tony Menezes (SP), a 16s002
4) Fabricio Andretta (PR), a 17s133
5) Marco Pereira (SP), a 17s311
6) João Horto (PR), a 28s189
7) Raphael Cava (SP), a 29s154
8) Douglas Silva (SP), a 32s680
9) Guilherme Silva (SP), a 33s294
10) Pedro Paulo Fernandes (MT), a 38s460
11) Alex França (PR), a 1 volta
12) Júlio Reis (SP), a 19s279
13) Josef Feffer (SP), a 20s346
14) Julian Crisafulli (PR), a 21s252
15) Lucas Foresti (DF), a 2 voltas
16) Marcio Pasaneli (AM), a 10 voltas
17) Rafael Becker (SC), a 11 voltas
18) Victor Caliman (SP), a 21 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *