Copa Clio: Números mostram muito equilíbrio em Curitiba

Em 11 provas disputadas até hoje, circuito paranaense viu oito vencedores diferentes.

Abrindo sua sétima temporada no próximo final de semana no Autódromo Internacional de Curitiba, a Copa Renault Clio tem uma história marcada por muito equilíbrio e resultados bastante variados naquele traçado paranaense. A pista, que sediou a primeira prova da história da categoria, em abril de 2002, apresenta números que chamam a atenção.


Até 2007, o traçado registrou 11 corridas disputadas, com apenas oito vencedores diferentes – o que mostra não haver o domínio de um único competidor em nenhum período. Bem ao contrário disso, apenas três nomes aparecem com mais de uma vitória, todos com somente dois primeiros lugares registrados: o paulista Fábio Carreira (vencedor em 2002 e 2003), o brasiliense Alexandre Conil (vencedor em 2003 e 2004) e o paranaense Cláudio Gontijo (vencedor em 2005 e 2006).


Recorde – No quesito pole positions, Gontijo foi o piloto que largou mais vezes na posição de honra, com três primeiros lugares no grid. Mas o recorde de pole position pertence ao paulista Fábio Carreira. Em 2003, ele assinalou o tempo de 1min38s182. A marca permaneceria como a única pole de sua carreira em Curitiba, mas ainda hoje é a volta mais rápida já percorrida por um carro da Copa Renault Clio na pista paranaense.


 


Números da Copa Renault Clio em Curitiba, 11 provas


 


Poles positions


René Bauer – 2002 e 2003


André Bragantini – 2002


Cláudio Gontijo – 2002, 2005 e 2006


Fábio Carreira – 2003


José Cordova – 2004 e 2007


Leonardo Sanches – 2006


Willians Farias – 2007


 


Vitórias


Luis Carreira Junior – 2002


André Bragantini – 2002


Fábio Carreira – 2002 e 2003


Alexandre Conil – 2003 e 2004


Cláudio Gontijo – 2005 e 2006


Leonardo Sanches – 2006


José Cordova – 2007


Wagner Cardoso – 2007

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *