Copa Fiat: André Bragantini admite favoritismo de Christian Fittipaldi em Curitiba

Único piloto residente em Curitiba, palco da etapa deste fim de semana da Copa Fiat, André Bragantini acredita que a chuva anunciada para os dois dias da rodada tripla da categoria de turismo do Racing Festival poderá reduzir o favoritismo do líder Christian Fittipaldi.

“Torço pela pista molhada porque ninguém andou com esses carros nessa condição e a tendência de equilíbrio aumenta. Não vou fazer a dança da chuva, mas se ela vier será bem-vinda”, avisou Bragantini, nascido em São Paulo mas radicado na capital paranaense desde 2004.

Bragantini ocupa a quarta posição na classificação geral com 24 pontos, atrás de Christian (47), Cacá Bueno (34) e Giuliano Losacco (28). Conhece como poucos o traçado do Autódromo Internacional de Curitiba-Pinhais, de onde vem da conquista da pole e da primeira bateria do Brasileiro de Marcas no último domingo. Apesar da familiaridade com o circuito, reconhece que Christian é o homem a ser batido, especialmente depois do domínio imposto recentemente em Goiânia – saiu na pole e ganhou as duas provas. “Christian chegou mais rápido a um acerto próximo do ideal, enquanto os outros ainda estão correndo atrás”, explicou.

O desempenho de Christian no Centro-Oeste não surpreendeu Bragantini, que defende a Pater Racing ao lado de Losacco. “Na verdade, ele vinha voando atrás de mim na abertura do calendário em Londrina. O problema é que é difícil ultrapassar naquela pista e consegui manter a segunda posição”, lembrou Bragantini, que acabou superado apenas pelo bicampeão Cacá Bueno. “Christian só não foi melhor porque enfrentou problemas com o motor nos treinos livres. Mas já deu para sentir que ele estava com um carro muito bom”, acrescentou.

Caso a previsão da meteorologia não se confirme, Bragantini acredita que será difícil superar o ex-piloto da Fórmula 1 e Fórmula Indy. “A chuva traz um componente de imprevisibilidade, porque o asfalto muda a cada volta. Há pilotos que gostam da chuva e há os que não gostam. Eu gosto. Já corri no molhado em Curitiba e me dei bem. Agora, se estiver seco, vou procurar somar o maior número de pontos possível, pensando no campeonato e acreditando que a equipe também vá evoluir de Goiânia para cá. Essa rodada é importantíssima porque serão três provas. Como andei no fim de semana passado em Curitiba, estou com a mão da pista e isso sempre ajuda.”

A programação da Copa Fiat é esta:

Sábado
08h40 – 09h10 – Treino livre 1
10h00 – 11h00 – Treino livre 2
12h50 – 13h40 – Treino classificatório
15h50 – 2ª etapa

Domingo
10h05 – 3ª etapa
13h20 – 4ª etapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *